Há menos de uma semana para as prévias, os tucanos correm as bases atrás do apoio popular e da militância, procurando apresentar as suas ideias e propostas aos militantes do partido.

Texto: Henrique Santos – Fotos: Bruno Rosa | A Zona Leste mais uma vez saiu na frente, desta vez organizando um grande debate entre três pré-candidatos tucanos ao governo de São Paulo. O local escolhido foi o conhecido auditório da Universidade Cruzeiro do Sul – Campus São Miguel, palco de grandes acontecimentos na região leste de São Paulo. Há menos de uma semana para a realização das prévias para escolher o candidato tucano, o cientista político Luiz Felipe d’Ávila, o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro e o senador José Aníbal, têm apostado as suas fichas nesses debates, como forma de levar as suas idéias e propostas aos militantes do partido e também para o conjunto da sociedade.

Organizado pelo Grupo Acontece de Jornais e Revistas, com a participação do Rotary Club – São Miguel, Associação Comercial, Distrital São Miguel e a Associação de Jornais e Revistas da Zona Leste, o encontro reuniu mais de 130 lideranças e profissionais com grande conhecimento em áreas específicas como Saúde, Educação, Segurança Pública e Desenvolvimento. ”Esta é a primeira vez que realizamos um debate nesta região e com personalidades públicas do nosso estado. Isso faz com que este momento seja muito importante, pois, estamos iniciando as discussões de nomes que podem disputar o governo de São Paulo. (…) Este é um feito inédito para a zona leste”, disse o diretor do Jornal Acontece, Divaldo Rosa, que foi o mediador do debate.

Aberto o debate, os convidados  Felipe d’Ávila, Floriano Pesaro e José Aníbal discorreram sobre os motivos que os levaram a participar das prévias e apresentaram as suas elevadas credenciais. Eles optaram pelo caminho mais difícil que é falar para uma militância tão grande e com muito pouco tempo para alcançar a todos. Os três debatedores defenderam a realização de debates como forma do partido discutir propostas e idéias que poderão ser usadas no plano de governo do candidato eleito nas prévias.

“Quero agradecer o convite do Divaldo Rosa, e dizer uma coisa que é muito importante para todos nós, militantes do PSDB, é que as eleições para governador do estado de São Paulo em 2018, não será uma eleição qualquer. Pois, ela poderá definir o futuro do Brasil nos próximos anos. (…) Se nós errarmos a mão e elegermos populistas, o país poderá desandar nos próximos vinte anos. Portanto, é o momento fundamental para a nossa participação política”, afirmou d’Ávila.

O primeiro turno da votação que oficializará o nome da sigla acontecerá no próximo domingo, 18 e a eleição em segundo turno acontecerá no dia 25, com a participação de todos os diretórios municipais e zonais.

“Quero cumprimentar os meus colegas e é um honra fazer parte deste processo. Ao lado de José Aníbal e do Felipe d’Ávila. Duas figuras preparadas, honradas, corretas e que fazem política de forma descente. Mas, acima de tudo, que tem o DNA democrático. É fundamental para estas escolhas, para o nosso grupo e entre outros. Não deixar que o processo democrático seja radicalizado e não deixar de incluir a população. (…) É importante que muitos saibam que houve uma construção na nossa carreira política”, ressaltou Pesaro.

Por fim, José Aníbal também sinalizou apoio aos seus concorrentes para inclusão de todos nos desfechos do espectro político, sobretudo, dos militantes. ”O que vocês querem é uma participação maior na política, e eu queria refletir hoje sobre isso com vocês, porque sei que cada um aqui tem um grande conhecimento sobre a cidade. Isso será uma causa nacional, puxada por São Paulo”, concluiu.

Participações Ilustres

O elevado nível de discussão deveu-se à participação de pessoas altamente qualificadas em diversas áreas técnicas como Saúde com a intervenção do médico Dr. Carlos Velucci, ex secretário de saúde do município e atual diretor de hospital; Educação com a participação do prof. Isaías Pereira, ex diretor de escola, supervisor e diretor de ensino; Segurança Pública com a oportuna intervenção do Cel Emanuel de Aquino, ex comandante de diversos batalhões da PM.; e na área de Desenvolvimento com a participação do empresário Marcelo Dória, professor da Fundação Getulio Vargas.

Jornais de Bairro

Outro destaque foi a presença dos maiores representantes dos jornais de bairro de São Paulo, como Geninho (presidente da AJORB/Jornal Gazeta da Penha), Cimino (Presidente do SINDJORB/ Jornal da Mooca), Wilson Borges Secretario da AJORLESTE / Jornal Comunitário, Lucy Mendonça (Gazeta de São Mateus), Toninho Teixeira (Jornal Folha de São Miguel), entre outros.

Na mesma hora

Exatamente no mesmo horário em que os pré-candidatos participavam do debate promovido pelo Grupo Acontece de Jornais e Revistas, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou oficialmente nesta segunda-feira (12) sua pré-candidatura ao governo do Estado. Em ato no diretório estadual do PSDB, em Moema (zona sul de SP), Doria aceitou a indicação de seu nome para as prévias da legenda. Para concorrer ao governo – caso vença as prévias -, ele terá que deixar a Prefeitura até o dia 7 de abril. Doria afirmou que ficou “sensibilizado” com o apoio feito por 1.785 delegados tucanos que assinaram documento para inscrevê-lo nas primárias.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here