Posicionar-se no mercado de trabalho significa estar no lugar que deseja dentro da sua área de atuação profissional. Ao definir esse posicionamento, você decide automaticamente a maneira como será reconhecido pelos seus colegas, parceiros, clientes e até concorrentes no segmento em que atua.

Quando você não define um posicionamento diante do mercado de trabalho, tende a se perder na carreira. Isso acontece porque, sem foco, atira para todos os lados e acaba concentrando a sua energia no que não deve. O bom posicionamento no mercado de trabalho proporciona reconhecimento e mais chances na hora de se tornar referência no segmento em que atua.

Seguem abaixo as principais dicas para se posicionar no mercado de trabalho.

  • Autoconhecimento – A importância de conhecer a si mesmo

Antes de começarmos a trabalhar no processo de busca por um emprego, recolocação profissional ou mesmo transição de carreira, você tem uma tarefa muito importante a cumprir: conhecer bem a si mesmo! Assim o autoconhecimento é muito importante para quem deseja se posicionar melhor no mercado de trabalho.

Essa importante instrução já nos foi passada há muito tempo por grandes filósofos e pensadores. Sócrates disse: “Conhece a ti mesmo”. Por sua vez, Confúcio afirmou: “Pobre daquele que não se conhece. Jamais poderá conhecer os outros verdadeiramente e terá dificuldades de reconhecer-se nos relacionamentos com seus semelhantes”.

Mas infelizmente muitos atravessam boa parte da vida sem se conhecer profundamente. O não conhecimento de si mesmo poderá prejudicar seu desempenho profissional e assim o seu posicionamento.

Você acredita que realmente se conhece? Se sim, maravilhoso! Mesmo assim, invista um pouco mais de tempo nessa tarefa e reflita novamente. Vale a pena! Provavelmente você descobrirá muitas coisas novas. Para ajudá-lo(a) nesta tarefa, oferecemos a seguir uma maneira simples de poder conhecer um pouco mais sobre esse importante, complexo e maravilhoso ser: você!

Pegue um papel e uma caneta e responda as seguintes questões:

  • Onde estou? Onde quero chegar? Como quero chegar? O que busco? (Tenho um objetivo???)
  • Quais são os meus pontos fortes?
  • Quais são os meus medos?
  • Em que preciso melhorar?
  • Qual é o meu talento?
  • O que alcancei até agora?
  • Qual meu planejamento pessoal e profissional?
  1. Tenha uma boa Comunicação

Na era das redes sociais, a comunicação é um ponto crucial para o nosso posicionamento. As pessoas para que possam estabelecer relações, sejam pessoais, sejam profissionais, a comunicação é fundamental. Quem se comunica bem consegue transmitir sabedoria, habilidades e tem bom poder de convencimento. Por vezes, o que faz com que o profissional se destaque não é o seu imenso conhecimento em torno de um assunto, mas a sua capacidade de mostrar isso por meio da comunicação, a capacidade de se “vender”. Assim questiono:

  • Como anda a sua comunicação?
  • Onde você tem falado, postado sobre o que você sabe?

Lembre-se: “Conhecimento só tem valor, se compartilhado for”.

  1. Seja Ousado – Pratique-a no seu dia a dia

No mercado de trabalho, a ousadia é vista como uma atitude positiva. Mas ser ousado no mundo dos negócios significa agir com responsabilidade. Praticar ousadia tem hora e lugar certo. Já dizia Charles Chaplin:“Lute com determinação, abrace a vida com paixão, perca com classe e vença com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante”.

Dessa forma, o Facebook, rede social criada pelo americano Mark Zuckerberg, detectou que a ousadia é um valor tão importante para seu negócio que fez questão de incorporá-la à sua cultura e disseminá-la entre seus funcionários. Em escritórios da empresa, como em Nova York e São Paulo, está escrito “prossiga e seja ousado”. O objetivo do Facebook é disseminar para seus profissionais uma mentalidade de trabalho inovadora e corajosa, fundamental para obter sucesso em mercados que passam por muitas e rápidas mudanças.

As empresas valorizam profissionais que se arriscam, aceitam o novo e enfrentam mudanças.

Isso significa que, se você não ousar, provavelmente não vai alcançar aquela meta desejada. A ousadia é uma das premissas básicas para quem deseja alcançar bons resultados. Mas lembre-se: Ousadia requer sabedoria — saber também a quais riscos você estará suscetível nas mudanças encaradas. Aceitar desafios e ousar é abrir portas para muitas chances e oportunidades.

3.Tenha Humildade

O crescimento profissional está atrelado àquilo que você aprende com as demais pessoas. O bom profissional que deseja se posicionar no mercado de trabalho aprende com todos os seus colegas, independentemente da hierarquia deles. Como ninguém detém todo o conhecimento existente, há sempre o que aprender.

Errar faz parte e para ter melhores resultados é preciso saber que ele “o erro” faz parte do crescimento. “A prática de aprender com o erro é muito importante e ajuda a chegar a melhores resultados”, e assim devemos estar abertos a aprender com eles.

Os seus colegas de trabalho podem cooperar com você por meio do conhecimento e, além do aprendizado, essa divisão de inteligências gera bons resultados por conta da sua atitude.

  1. Seja Excelente no que faz

Você se lembra daquela máxima, quando alguém lhe pedia algo e já dizia “Se é para fazer malfeito, não faça!”? Isso é excelência. É para fazer? Então, faça da melhor forma! Dê o seu máximo e vá atrás do reconhecimento para a sua capacidade e a sua competência.

Mas nunca se esqueça que o conhecimento é um processo contínuo. Portanto, por mais que você seja muito bom em algo, sempre há o que melhorar. Mantenha-se atualizado em relação às novidades da sua área de trabalho e busque sempre aprender coisas novas.

  1. Pratique o Networking

Após praticar e agir nas quatro (4) dicas acima, chegou o momento de se mostrar “interessante” e não “interesseiro”, para sua rede de contatos e assim adquirir uma certa autoridade em sua área de atuação.

Devemos ter em mente o seguinte, para se posicionar no mercado atual é necessário muito mais que habilidades técnicas. É preciso fazer o nosso “Marketing Pessoal”.

Assim a nossa Rede de Relacionamentos deve permanecer sempre em “obras”, sendo uma construção que nunca acaba. Compare essa Rede a uma teia de contatos que deve crescer por todos os lados e em todos os níveis. Podemos construir horizontalmente essa trama social nos fortalecendo com nossos pares, em plano semelhante, ou seja, com aqueles que estão no nosso nível. Verticalmente devemos usar essa habilidade com pessoas que estão em nível superior ao nosso, em postos mais elevados socialmente e mercadologicamente. Ainda verticalmente não podemos nos esquecer de quem está em nível inferior, pois podem conhecer pessoas do nível superior e nos indicar a qualquer momento.

Para essa construção o material necessário é a simpatia, a cordialidade, a educação, a presença de espírito, a elegância dentre outros.  Dessa forma seremos sempre lembrados. Essa construção acontece no trabalho, no dia-a-dia e nos eventos sociais. Para isso é necessária, evidentemente, a sua participação no máximo de eventos possíveis. Depois de estabelecido o elo, vem a parte da manutenção. Ligações periódicas, mensagens eletrônicas, convites para outros eventos, os negócios, parcerias e convites acontecerão como consequência natural. Não deixe passar nenhuma oportunidade de entregar seu cartão de visitas.

Isto chamados de fazer o seu “Marketing Pessoal”, além de beneficiar indistintamente a todos que o praticam, proporciona bem-estar também aos que fazem parte do ciclo de relacionamentos. Se você não pensa assim já está na hora de mudar seus paradigmas. Tenha certeza que o “network” ou “networking” é um grande diferencial competitivo. Só para constar, a origem da palavra, que hoje é um “jargão” (termo técnico) do Marketing é a seguinte: “net” em inglês significa rede, “work” é trabalho e no gerúndio “working”, trabalhando.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here