Estudantes do Ensino Fundamental e Médio serão recebidos com atividades de acolhimento; fevereiro também será dedicado ao reforço de conteúdo

         Nesta quinta-feira (dia 2), mais de 3,7 milhões de alunos matriculados na rede estadual paulista voltam às salas de aula. O calendário é o mesmo nas 5 mil unidades da Secretaria da Educação. Hoje, foi a vez do retorno de professores e equipes pedagógicas. Neste ano, pela primeira vez, em todas as escolas de Ensino Fundamental e Médio, serão realizadas atividades de acolhimento. A proposta é dar boas-vindas aos novatos e aproximar classes e educadores.

        A Secretaria também definiu para todo o mês de fevereiro um projeto de reforço. Em sala, durante o horário regular, professores trabalharão as habilidades e competências em Língua Portuguesa e Matemática que precisam ser desenvolvidas ou ampliadas. Os pontos foram definidos com apoio dos resultados da avaliação de aprendizagem do 4º bimestre e do boletim do Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de SP).

        Ao longo do ano letivo, as unidades terão ainda autonomia para utilizar parte da aula regular para a aplicação de uma nova abordagem pedagógica e exercícios aos alunos com dificuldades. Para isso, os educadores devem reunir a classe em grupos formativos ou estações rotacionais.

Centros de Estudos de Línguas

        As atividades dos Centros de Estudos de Línguas (CEL) também têm início amanhã. São seis opções de cursos gratuitos: inglês, espanhol, francês, italiano, alemão e japonês. As ofertas de aulas e idiomas variam de acordo com a unidade.  Os CELs são organizados em seis semestres (ou 3 anos), com aulas quatro vezes por semana no contraturno do horário regular a alunos a partir do 7º ano do Ensino Fundamental.  A única exceção é o de inglês, cujo programa é de nível intermediário, composto por dois semestres (ou 1 ano) e indicado a estudantes do Ensino Médio – 1ª à 3ª série.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here