Texto: Henrique Santos | Entre gritos de apoio e vaias de protestos. A inauguração oficial do primeiro “Descomplica SP” na manhã desta sexta-feira, 23, ficou dividida entre eleitores do prefeito João Dória e servidores contra a PL (Projeto de Lei) 621/16, que trocaram farpas durante a cerimônia no prédio da Prefeitura Regional São Miguel, localizada na zona leste da capital. Motivados pela hipotética visita de Dória e de outras lideranças políticas, alguns funcionários em greve se mobilizaram e, usando camisas e adesivos com palavra de ordem, interromperam os discursos que homenageavam os políticos presentes.

O “Descomplica” funciona como uma espécie de “Poupatempo”, visando facilitar o atendimento aos cidadãos que necessitarem de assistência nas áreas de desenvolvimento, mobilidade e transporte, trabalho, empreendedorismo e entre outros serviços. No total, mais de 400 assistências estão à disposição desde a semana passada – quando a unidade piloto abriu as suas portas a fim de realizar um primeiro experimento com a comunidade.

“As condições aqui [São Miguel] eram as melhores possíveis. Não só pela infraestrutura própria, que não necessitava de grandes reformas, mas também pela zona leste ser uma das zonas mais carentes e mais necessitada de serviços públicos de qualidade”, disse ao Grupo Acontece de Jornais e Revistas, o secretário municipal de Inovação e Tecnologia Daniel Annenberg, quando questionado sobre escolher um distrito no extremo-Leste para iniciar o programa.

Annenberg acrescentou que a proposta é alcançar os 32 bairros da cidade de São Paulo, mas desconversou sobre haver uma meta para este ano e sobre qual será a próxima prefeitura regional a receber o novo padrão de atendimento tecnológico. Uma vez que o próprio secretário assumiu que as reformas para facilitar os espaços de suporte aos munícipes não foram encaradas com tanta prioridade. “As praças de atendimento, durante muito tempo, foram os locais de entrada das Prefeituras, porém elas não tinham estrutura. Fomos trazendo mais serviços nos moldes do Poupatempo do estado”, explicou.

Com 1.200 metros quadrados, você poderá emitir a 2ª via de IPTU, comprovante de alistamento militar, emissão de carteira de trabalho, solicitação de Bilhete Único e de cartões de estacionamento para idosos e pessoas com deficiência, ativação de seguro-desemprego, segunda via de RG e de Carteira Nacional da Habilitação. A média calculada da visitante é de. 1.700 pessoas por dia.

Furou

A presença do prefeito era aguardada não só pelos manifestantes, mas, sobretudo, por seus aliados. O secretário municipal de Inovação e Tecnologia Daniel Annenberg, informou para os veículos presentes que Dória não viria por conta de um “ erro na agenda e que o prefeito já tinha outro compromisso no mesmo horário” – mesma informação enfatizada por sua assessoria de imprensa. Em contrapartida, inúmeros vereados prestigiaram o evento, como Ricardo Teixeira (Prós), Milton Ferreira (PTN), Noemi Nonato (PR), além do prefeito regional de Cidade Tiradentes Oziel Evangelista, prefeito regional de Itaim Paulista José Denycio Pontes e o prefeito regional de Ermelino Matarazzo Arthur Xavier.

Durante o discurso de alguns convidados, professores e servidores gritavam “fora Dória”. Além de “pior prefeito” escrito em diversos cartazes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here