Ainda muito abalada com a morte de Domingos Montagner, seu companheiro na novela “Velho Chico”, Camila Pitanga contou em entrevista ao “Fantástico” deste domingo (18) como foram os últimos momentos do ator. A artista relatou que a princípio eles não iriam nadar no local conhecido como Prainha, que agora está interditado para banho. “Mas quando vimos aquele lugar, com dois quiosques e mais perto de onde estávamos, achamos um bom local”, explicou. E disse que, quando estavam chegando, o motorista quis perguntar se aquele era um lugar seguro: “Ele teve uma intuição, mas nós, na hora, não achamos necessário”.

Segundo a atriz, que agradeceu o carinho dos fãs nas redes sociais, assim que mergulharam ela percebeu uma correnteza muito suave. “Falei pra voltarmos. Quando eu percebi que eu não conseguia vencer essa correnteza, eu respirei errado e me desesperei. Mas eu não estava tendo noção mesmo do que estava acontecendo”, garantiu. Camila contou que logo conseguiu manter a calma e chegar até as pedras: “Nessa parte estava muito tranquilo. Chamei o Domingos e vi que ele não nadava, ele estava assustado. Eu fui ajudar. Peguei no antebraço dele e falei: ‘Calma, ta tudo bem. Falei ‘aqui ta tranquilo’. Ele aparentava estar paralisado. Ele falava: ‘Eu não estou conseguindo'”.

E foi neste momento que, de acordo com Camila, ela começou a entender a gravidade da situação: “Pedi pra ele boiar e comecei a gritar por socorro. Ele submergiu pela primeira vez. Quando ele submergiu pela segunda vez eu entendi o problema que a gente estava vivendo. Eu comecei a gritar, eu me arranhava, me batia, gritava ‘É grave, é grave, tem alguém ali dentro da água'”. E com os olhos marejados a artista lamentou: “Vi o último olhar dele. Ele não tava desesperado, mas ele não queria [morrer], tinha muita tristeza, ele não queria ir, ele tava cheio de vida”.

Atriz acredita que Domingos a salvou da morte

Camila se mostrou confusa sobre o motivo pelo qual Domingos não conseguiu nadar e escapar da morte. “Eu acho que provavelmente alguma coisa devia estar segurando a perna dele”, disse. Mas o que a artista tem certeza é que o ator, velado e enterrado no sábado, em São Paulo, deu a ela a chance de sobreviver. “E ele, lindo que é, generoso que é, não dividiu a real comigo. Em nenhum momento ele me pegou, me agarrou [pra tentar se salvar]. Ele me salvou. Ele sabia o que estava acontecendo e ele me deu a oportunidade de viver. É uma coisa muito generosa”, afirmou.

A filha de Antonio Pitanga contou como foi o seu encontro com Luciana Lima, mulher de Domingos: “A Luciana tava muito nervosa, depois com uma firmeza e uma força descomunal, querendo entender o que estava acontecendo e eu relatei tudo pra ela. Fui muito acolhida pela família dele”.

Fonte: http://www.purepeople.com.br/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here