Ação faz parte de parceria com a Fundação Arymax; premiação dos projetos acontecerá no dia7 de novembro 

Estudantes do Colégio Anhembi Morumbi, em São Paulo, e Colégio Anchieta, em São Bernardo do Campo, integrantes da Rede VIAe, desenvolveram, ao longo de dois meses, projetos com o objetivo de impactar positivamente as realidades no entorno de suas escolas. A ação fez parte do Desafio Arymax de Ativismo Social 2016, parceria entre a rede e a Fundação Arymax, ONG com foco em liderança e protagonismo jovem. Desde o início de agosto, grupos de estudantes das duas escolas desenvolvem projetos com o objetivo de melhorar a realidade de seu entorno.

Os projetos desenvolvidos por estudantes do ensino médio do Colégio Anchieta são o “Humanizando ABC” que visa dar visibilidade às pessoas em situação de rua da região e levar ajuda a elas, e a Escola do Futuro, cujo objetivo é organizar atividades extracurriculares facilitadas por alunos, para que eles reconheçam seus talentos e ganhem mais autoestima.

Entre os projetos criados por alunos do 8º ano do ensino fundamental do Colégio Anhembi Morumbi, estão mensagens positivas fixadas nos banheiros da escola para resgate da autoestima; campanha de conscientização contra bullying, homofobia e racismo por meio da entrega de cartazes na escola, nas ruas e no Parque Ibirapuera; organização para competições esportivas e práticas colaborativas; arrecadação e entrega de doações a moradores de ruas de São Paulo; roda de bate-papo sobre suicídio, ansiedade e depressão na vida dos jovens; criação de horta vertical; construção de pista de skate, além de incentivo e premiação para bons comportamentos em sala de aula. A premiação será no dia 7 de novembro, quando serão reconhecidos os projetos desenvolvidos e aqueles com maior potencial de transformação das realidades apontadas.

“A escola é o melhor espaço para se aprender a olhar o outro e para sonhar em mudar o mundo”, afirma Marco Gregori, presidente da Eduinvest e criador da Rede VIAe, focada no ensino de habilidades socioemocionais. “Aliado ao desenvolvimento de habilidades como autoestima, liderança, resiliência, entre outras, o desenvolvimento de projetos sociais mune os estudantes de ferramentas para construir uma sociedade melhor”, diz.

O Desafio Arymax de Ativismo Social 2016 surgiu em 2006 e está presente em 35 países. Empatia, protagonismo, trabalho e equipe e criatividade são os pilares da iniciativa que visa mobilizar estudantes do 9ª ano do ensino fundamental ao 2º ano do ensino médio de escolas de São Paulo a desenvolverem projetos sociais. Com a parceria entre a Fundação Arymax e a Rede VIAe, foi a primeira vez que estudantes do 8º ano também puderam participar do projeto.

Sobre a Rede VIAe

A Rede VIAe é o método educacional aplicado nas escolas da Eduinvest. Idealizado pelo empreendedor Marco Gregori, sua proposta é estimular competências e habilidades demandadas para o século 21, como empreendedorismo, tecnologia, colaboracionismo, entre outros – fundamentais para que os jovens estejam preparados para a vida e profissão que escolherem. O método já é vivenciado por cerca de três mil alunos e está disponível para implantação em outras escolas.

Informações para a imprensa:

Tree Comunicação 

Simone Brambilla 

(11) 3093-3634 – simone.brambilla@tree.inf.br

Jeane Morais 

(11) 3093-3615 – jeane.morais@tree.inf.br

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here