Por: Silmara Galvão
O radar está instalado na Avenida Marechal Tito, a 30 metros da Rua Engenheiro Manuel Osório, no bairro São Miguel Paulista, aplicou uma multa errada por cada minuto e com isto obrigou a prefeitura a cancelar mais de 17 mil multas.
COMUNIDADE - multa marechal tito (1)O aparelho apresentou falha na aferição de velocidade, cujo limite permitido é de 40 km/h.
A falha foi averiguada pelo sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo que confrontou os dados registrados pelo radar com os tacógrafos – equipamentos que gravam distância e velocidade dos coletivos – e comprovou o erro de aferição do equipamento em ofício encaminhado à prefeitura. “Teve motorista que levou mais de cinco multas num dia. Teve gente que pagou, inclusive”, disse Ronilson dos Santos Gama, de 29 anos, ex fiscal de linha da região.
A companhia de Engenharia e Tráfego (CET) reconheceu que se trata de um recorde de cancelamentos simultâneos.
As multas correspondem ao período de 29 de outubro a 9 novembro de 2015. O erro só foi confirmado este ano. Segundo a prefeitura de São Paulo, apesar de o motorista receber a notificação, as multas foram anuladas e os pontos não foram lançados na carteira de habilitação. A administração afirma que é possível ressarcir quem pagou as multas indevidas. A devolução automática é realizada pela internet acessando o site da Secretaria Municipal de Finanças.
A prefeitura afirma que o radar já foi consertado e passou por avaliação do Inmetro, por meio do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem). A gestão Haddad diz que a expansão da fiscalização de velocidade nas vias de São Paulo visa à diminuição de acidentes de trânsito. Em 2015, 9,6 milhões de multas de radares foram aplicadas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here