Texto: Eduardo Micheletto | Já sabemos que as datas comemorativas alavancam as vendas, contribuem para a movimentação do comércio e expandem os negócios, mas será que a verdadeira essência da data não está sendo esquecida?

Vejamos a Páscoa, comemorada no último domingo. Pouco se propagou sobre a data nos principais canais de Rádio e TV do país, em compensação, os inúmeros comerciais sobre as vendas de chocolate alavancaram as vendas dos seus anunciantes.

Pensando em outras datas comemorativas, como o Dia dos Pais e das Mães, além da sua importância familiar, há também o lado a ser explorado pelo comercio, cada vez mais atendo aos anseios da sociedade atual.

Isso sem citar o Dia dos Namorados, tão explorado, e tão trabalhado por aqui, algo que foi importado dos americanos, que comemoram a data no dia 14 de fevereiro. Isso sem citar o famoso mês de maio, denominado de “mês das noivas” atrai milhares de pessoas na Rua São Caetano atrás de seus vestidos, buques entre outras lembranças para o casório.

O Natal, data importantíssima do nosso calendário, hoje é marcada pela simples troca de presentes, ou por aquele “amigo secreto”, deixando a sua verdadeira razão de existir. Aos olhos do comércio, o povo pensa assim…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here