Texto: Eduardo Micheletto | Vivenciamos no último fim de semana, mais um capítulo triste em nossa história, desta vez, o picadeiro foi instalado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. Com uma grande plateia presente, e com cenas que até os maiores cineastas ficariam com inveja, o ex-presidente Lula subiu no picadeiro e discursou para seu povo despejando toda a sua ira contra os jornalistas, a imprensa em geral e ao juiz Moro antes de se entregar para a Polícia.

São Bernardo do Campo- SP- Brasil- 04/04/2016- Ex-presidente Lula, durante ato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.
Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

O ápice do show foi a cerimônia ecumênica em homenagem a sua ex-mulher, Marisa Letícia, que virou uma espécie de comício, onde só faltam os leões cuspindo fogo e o tiozinho cobrando a bilheteria.

Isso sem contar que o ex-presidente se entregou após estes atos, e quase 24 horas depois do prazo inicial determinado pela justiça. Imagina se a moda pega? Bandido se entrega quando quer e na hora que quer, e faz o que quer. Olha, só no Brasil, viu?

São Bernardo do Campo- SP- Brasil- 04/04/2016- Ex-presidente Lula, durante ato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.
Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Sendo assim, Lula conseguiu o que queria, entrar para a história do país, só que desta vez, escreveu um triste capítulo, sendo o primeiro presidente do Brasil a ser preso após uma condenação final. Que venham os próximos condenados. Só sei que a segunda temporada do “O Mecanismo”, série exibida pela Netflix, que conta exatamente a história da operação Lava à jato promete.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here