Texto: Eduardo Micheletto | Cada vez mais inserida no dia a dia dos brasileiros, as vendas pela internet devem chegar a R$ 69 bilhões até o fim do ano. Além disso, o estudo realizado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM), revela que haverão 220 milhões de pedidos nas lojas virtuais, com uma média de gastos girando em torno de R$ 310 reais. Com esses resultados, o e-commerce brasileiro superará os números do ano anterior foram obtidos R$ 59,9 bilhões, com 203 milhões de pedidos, com uma média de gastos girando em R$ 294 reais.

Ainda de acordo com o relatório da ABCOMM, os grandes marketplaces centralizam os maiores volumes de vendas, representando cerca de 31,5% do volume total. Isso representa que os consumidores buscam realizar suas compras em lojas de grande porte, como Americanas, Submarino e Amazon, por exemplo, fazendo com o que as pequenas lojas do setor, tentem inovar em suas estratégias de vendas e no marketing digital.

Em um outro estudo, este realizado pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas constatou de 43% dos brasileiros preferem realizar suas compras no ambiente virtual, seja pela comodidade, praticidade ou simplesmente poder de escolha cada vez mais acessível, em sites que comparam preços e produtos, abrindo mão das visitas ao comércio local e das idas ao Shopping mais próximo.

Estes resultados mostram que o setor ganhou uma sobrevida com as novas tecnologias, revolucionando os antigos logistas, que tiveram que se adequar as novas tendências, pois os consumidores descobriram outras importantes funções para o e-commerce, como compartilhamentos, customizações, opiniões, recomendações, recompensas, experiências e avaliações, que tornam a compra mais segura, substituindo o antigo “boca a boca”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here