Em Suzano, número de pacientes subiu para sete, com a confirmação da doença em um homem de 33 anos.

As dez cidades do Alto Tietê já contabilizam 79 casos de sarampo nesta segunda-feira (9). No último levantamento, na quarta-feira (4), eram 71 casos.

A cidade com maior número de casos é Mogi das Cruzes. De acordo com a Prefeitura são 18 casos confirmados. Em seguida, Itaquaquecetuba informou que são 17 casos confirmados desde o início do ano.

Em Suzano, o número de pacientes diagnosticados com sarampo subiu para sete, com a confirmação da doença em um homem de 33 anos que mora na Vila Urupês. A Vigilância Epidemiológica informou que já realizou o bloqueio seletivo na residência do paciente e atuou junto a parentes e vizinhos para conter a transmissão da doença.

Assim como Suzano, Poá também confirmou sete casos. Outros quatro foram descartados e, segundo a Prefeitura, 40 notificações aguardam resultados. Em Guararema são 11 casos confirmados.

Em Ferraz de Vasconcelos foram 54 notificações, sendo dois positivos e oito descartados. Um caso é considerado como indeterminado, que está aguardando isolamento, e outros 39 aguardam resultado.

Biritiba Mirim informou que teve um único caso importado. Já em Salesópolis foram duas notificações. Uma deu negativo e da outra a Prefeitura aguarda resposta.

Santa Isabel não respondeu aos questionamentos do G1 para atualizar o número, mas em agosto já havia informado que tinha registrado um caso.

O número de casos de sarampo em São Paulo em 2019 já é o maior registrado em duas décadas. O Ministério da Saúde reforçou a recomendação sobre a vacinação extra para bebês de 6 a 12 meses em todas as cidades. Antes, a imunização extra era recomendada apenas para os municípios em situação surto ativo.

O sarampo é uma doença extremamente contagiosa causada por um vírus do gênero Morbillivirus, da família Paramyxoviridae. A transmissão pode ocorrer por meio da fala, tosse e/ou espirro. O quadro de infecção pode ser grave, com complicações principalmente em crianças desnutridas ou com sistema imunológico debilitado.