Provas serão aplicadas a partir de 6 novembro em mais de 500 unidades educacionais

Cerca de 380 mil estudantes da rede municipal de ensino de São Paulo iniciam na próxima quarta-feira (06) a aplicação da Prova e Provinha São Paulo nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) e Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Médio (EMEFMs), que seguirá até sexta-feira (08). Já os estudantes das Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBSs) e Escolas-Polo realizarão as provas no período de 6 a 13 de novembro. Ao todo, cerca de 380 mil alunos participarão das avaliações.

As Provas pretendem avaliar anualmente o conhecimento dos estudantes em Língua Portuguesa (dando maior enfoque às práticas de leitura), em Matemática (focando na resolução de problemas) e em Ciências Naturais, ao longo de sua escolarização. Assim, além de contribuir com a avaliação dos estudantes no decorrer dos ciclos, busca-se promover ações que auxiliem nas tomadas de decisões que cada escola promoverá, voltadas para o ensino e aprendizagem.

A Provinha São Paulo é destinada a todos os estudantes dos 2ºs e 3ºs anos do Ensino Fundamental.  Nos dois primeiros dias, a Provinha contará com questões de múltipla escolha e de resposta construída em Língua Portuguesa e Matemática para o 2º Ano. O terceiro dia envolve apenas as turmas de 3º ano, que responderão questões de múltipla escolha sobre Ciências Naturais.

Já a Prova São Paulo foi elaborada para os estudantes do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental e está voltada ao acompanhamento dos conhecimentos adquiridos ao longo de sua escolarização. Ela também acontece em três dias, sendo o primeiro destinado à língua portuguesa e a produção de texto a partir dos temas sugeridos pelo Currículo da Cidade para o ano-série.  O segundo dia para Matemática e o terceiro para Ciências da natureza.

Acessibilidade

Visando ao atendimento dos estudantes com necessidades especiais, as avaliações contarão com versões em Braille, áudio e/ou audiodescrição para deficientes visuais (neste caso, a resolução se dará por meio de 200 tablets com configuração mínima para exibição de vídeos no modo off-line, fornecidos pela empresa responsável pela prova às EMEBSs e Escolas-Polo, versão impressa ampliada para estudantes com baixa visão e em Língua Brasileira de Sinais (Libras) para surdos na versão digital.

Cerca de 590 estudantes das EMEBSs e Escolas-Polo farão as provas, a aplicação dos exames terá o acompanhamento dos integrantes da Divisão de Educação Especial (DIEE) e do Núcleo Técnico de Avaliação (NTA) da Secretaria Municipal de Educação.

IDEP

O novo Índice de Desenvolvimento da Educação Paulistana (IDEP), criado para avaliar o desempenho de Escolas de Ensino Fundamental e estudantes da rede municipal será utilizado de maneira inédita na Provinha e Prova São Paulo com objetivo de mensurar a média das Proficiências e as taxas de aprovação dos estudantes, considerando os dados do território, como nível socioeconômico e a complexidade de gestão de cada unidade.

Os manuais e vídeos de orientação da Provinha e Prova São Paulo, bem como os questionários online foram atualizados e estão disponíveis no endereço eletrônico: serap.sme.prefeitura.sp.gov.br.

Está prevista para o início de fevereiro de 2020, a divulgação dos resultados da Prova São Paulo às Unidades Escolares, servindo de subsídio para o planejamento pedagógico do ano letivo de 2020.