Por: Henrique Santos.

Alunos da Escola Nancy de Oliveira Fidalgo, no bairro de Guaianases, localizado na zona leste da capital, lidam com problemas de ratos e escorpiões nas dependências da escola. A causa para o surgimento das pragas é um terreno abandonado ao lado do colégio que, segundo denúncias encaminhadas ao Acontece Agora, acumula lixos e entulhos.

Além disso, moradores também afirmam que, durante à noite, o local é utilizado por usuários de drogas e serve como um esconderijo para assaltantes. Ainda segundo as informações encaminhadas a redação do Acontece, os pais dos alunos organizaram um abaixo assinado solicitando a intervenção da Subprefeitura do distrito.

De longe é possível observar que o mato alto invadiu a propriedade da escola. Uma das áreas mais afetadas é a quadra que, a duros custos, é utilizada para as atividades físicas. Porém, o maior entrave tem sido identificar os responsáveis pelo terreno. Enquanto isso, os estudantes precisam se desdobrar ao longo das aulas.

“Já perdemos o número solicitações feitas [pedidos de amparo a Prefeitura]. Este terreno baldio causa preocupação, porque vem ratos e escorpiões para a escola. […] fora que tem um cheiro muito ruim que alcança as nossas salas”, afirma um funcionário que não quis se identificar.

Muro corre risco de desabar

O muro no entorno da escola é outro ponto aquém do ideal. Entre a parede e a calçada há um vão que, somado com as rachaduras, indica que a estrutura corre risco de desabar. Preocupados com está possibilidade, pais aconselham os filhos a manterem uma certa distância do muramento. Na opinião dos munícipes, essas frestas são os principais acessos dos ratos.

Veja abaixo, uma pequena filmagem feita na rua do colégio:

Outro lado

Em nota encaminhada ao ‘Acontece Agora’, a Subprefeitura não informou quem é o proprietário da área ao lado da Escola Nancy de Oliveira Fidalgo, mas afirmou que, em breve, deve fazer uma vistoria para verificar o problema.

Nota na íntegra:

A Subprefeitura Guaianases informa que este terreno situado ao lado da Escola Estadual Professora Nancy de Oliveira Fidalgo – Rua Miguel Arcanjo Dutra – Jd. Santa Teresinha, trata-se de uma área particular, portanto, a responsabilidade da limpeza e conservação do terreno é do proprietário. O que cabe a Prefeitura é fiscalizar, e caso necessário autuar o proprietário. A Subprefeitura também informa que fará uma vistoria no local para verificar o problema. 

Fonte: As informações são da redação do portal ‘Acontece Agora’.