Jornal criado por escola particular mostrou choque de realidade no ensino. Estudantes da Escola Municipal Alcântara Machado e Avenues trocaram experiências durante processo

Alunos da Escola Municipal Alcântara Machado, no Real Parque, na Zona Sul de São Paulo, compartilharam experiências e apresentaram a realidade do ensino público a estudantes da Escola Avenues, instituição privada localizada na mesma região, e que tem mensalidade superior a R$ 10 mil.

A troca fez parte de um projeto de criação de um jornal desenvolvido nas aulas da professora Tatiana Oliveira, docente de língua portuguesa da Avenues.

A proposta era trabalhar o gênero textual. Segundo Tatiana, durante a elaboração da primeira edição, os alunos levaram a ela a necessidade de falar sobre os contrastes do bairro em que a escola estava inserida.

Os vidros das amplas janelas que circundam o prédio da escolaAvenues — cuja anuidade chega a custar R$ 133 mil — não escondem as diferenças entre os condomínios de luxo e as casas da comunidade do Jardim Panorama, ambos na Zona Sul.

Partindo da premissa de mesclar vozes e realidades perto fisicamente, mas distantes economicamente, a segunda edição do jornal resultou da parceria entre as duas instituições.