Resultado de imagem para av paulista

Chamado de Boulevard da Diversidade, calçadão será construído na Rua São Carlos do Pinhal. Local será uma área de convivência de aproximadamente 10 mil m².

A região da Rua São Carlos do Pinhal, na Bela Vista, região central de São Paulo, receberá um calçadão que rebaixará a pista por onde os carros passam. A obra tem causado polêmica entre os moradores do região.

Chamado de Boulevard da Diversidade, o calçadão será uma área de convivência com espaço para comércio, lazer e circulação de pedestres. A obra terá aproximadamente 10 mil m² e será construída em linha reta a partir da Avenida Paulista até a Rua Pamplona. O Boulevard da Diversidade tem previsão para ficar pronto em 2022.

A construção da obra foi aprovada por meio de um termo de cooperação entre o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), e uma entidade sem fins lucrativos presidida pelo empresário francês Alexandre Allard, idealizador do megacomplexo de luxo Cidade Matarazzo.

A iniciativa privada será a responsável por bancar a construção, que custará R$ 130 milhões. Em contrapartida, o setor privado poderá explorar a área por 30 anos com pontos de venda no local, além de uma feita orgânica.

O arquiteto e urbanista Kazuo Nakano reconhece que a obra pode melhorar o dia a dia do pedestre, mas acredita que o projeto precisa de mais discussão.

“Um projeto urbano como esse, que vai interferir bastante no espaço público e local, precisa ter um processo participativo de verdade”, afirma o arquiteto

Uma moradora da região, membro da associação de moradores da Consolação, entrou no Ministério Público para pedir mais clareza e maior participação na decisão final do projeto.

“Depois de iniciada a obra, fizemos um grupo dos locais e de associações e vizinhos para poder estudar o máximo que pudéssemos. Encontramos diversos aspectos técnicos que precisamos discutir e conversar. Encontramos (também) falhas no processo administrativo, que vamos apontar. Por exemplo, a falta de transparência no próprio processo”, conta Raphaela Galletti.

Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de São Paulo informou que falta autorização de alguns órgãos para começar a obra e, por isso, não é possível precisar seu início. O órgão também informou que a Audiência Pública sobre a idealização do calçadão, realizada em maio, na Câmara, estava lotada com os moradores da região.

A representante do grupo de empresas responsável pela obra, Adriana Levinsky, garante que não haverá prejuízo aos moradores da região.