O Projeto Bike Arte Gira abriu 80 vagas para quatro cursos voltados para a cultura  da bicicleta e arte urbana que vão acontecer gratuitamente na Baixada do Glicério, centro de São Paulo, entre 30/03 a 4/05. São quatro oficinas que serão conduzidas por proponentes que venceram o edital de apresentação de propostas nas temáticas de grafite e estêncil, serigrafia e lambe-lambe, mecânica e cicloturismo e produção cultural e cicloativismo.

Cada oficina terá duração de 20 horas e todas elas serão realizadas na região do Glicério. Além das aulas, alunos e alunas serão convidadas a compartilhar a experiência adquirida com o público do Festival Bike Arte Gira, evento a céu aberto com uma programação cultural e esportiva para estimular a cultura da bicicleta e o poder que ela tem para de humanizar os espaços públicos e gerar renda, saúde e sociabilidade dentro da comunidade.
As quatro oficinas foram escolhidas pelo público em um processo de curadoria popular online que recebeu mais de 350 votos. As propostas vencedoras são: 

  • Oficina Graffiti Cósmico | Wesley Cardoso de Medeiros
  • Mecânica para Cicloturismo | Cristiane Oliveira
  • Um olhar afetivo para o Glicério: caminhos, narrativas e mapeamentos.| Geovanna Santana
  • Ajô (Reunião, em Iorubá) | Rafael Henrique da Silva Ribeiro

As inscrições terminam dia 25 de março e devem ser feitas no formulário eletrônico  http://bit.ly/cursosbikeartegiraglicerio

Projeto já passou por Heliópolis e S.Miguel Paulista
O Bike Arte Gira é projeto voltado para populações menos favorecidas com intuito de fomentar a arte e promover o direito à cidade e mobilidade urbana. É composto por oficinas de formação educacional, cultural e artística e um  festival gratuito, a céu aberto, onde o espaço público é ocupado com atividades e manifestações heterogêneas com a temática da bicicleta e produzidas por artistas e ativistas da própria comunidade. 

Ele é habilitado pelo Pro-Mac, Programa Municipal de Apoio a Projetos Culturais da Prefeitura de São Paulo, e patrocinado integralmente pela UBER. Além do Glicério, haverá outras duas edições a serem realizadas no Jaguaré e Parque Novo Mundo, regiões periféricas da Capital.

O bairro do Glicério é a terceira parada do projeto, que totaliza cinco edições. Duas delas ocorreram em 2019: em Heliópolis, na zona sul, e São Miguel Paulista, na zona leste. E ainda haverá mais duas em 2020. Uma na Vila Nova Jaguaré, zona oeste em maio e outra no Parque Novo Mundo, zona norte, em junho. Para mais informações siga as redes do Bike Arte no Facebook Instagram

Sobre o Instituto Aromeiazero
Organização sem fins lucrativos fundada em 2011 que usa a bicicleta como base para desenvolver projetos sociais, educacionais e culturais com o objetivo de diminuir a desigualdade social e tornar as cidades mais resilientes e humanas. As três principais iniciativas do instituto em andamento são o Bike Arte, o Viver de Bike e o Rodinha Zero. Elas contam com o apoio do Banco Itaú, da Fundação Volkswagen, do UBER, da ALD Automotive, da Luna e da Shimano. Outras empresas e instituições interessadas em agregar aos negócios as vantagem e benefícios que o uso da bicicleta proporciona também podem contar com o Aromeiazero para a idealização e condução de projetos desenvolvidos sob medida nas áreas de voluntariado corporativo e engajamento de equipes. 

Outras informações
Rogério Viduedo
Imprensa@aromeiazero.org.br
11-99787 4609