Criado por um grupo de frequentadores do Bar do Temperadinho – projeto gastronômico intinerante em Cangaíba, o bloco carnavalesco que leva o mesmo nome do bar tem projeto ambicioso para áreas de cultura, entretenimento, gastronomia e social.
Trata-se na prática do primeiro bloco de carnaval do bairro a compor a agenda de desfiles oficiais da Prefeitura de São Paulo. A ideia é reunir mais de 3.000 pessoas no primeiro cortejo pelas ruas de Cangaíba que acontecerá no domingo de carnaval.
O projeto pretende atuar também nos diversos setores onde há necessidade de intervenção social para melhoria da qualidade de vida dos moradores de Cangaíba e região.
“Somos fruto de um projeto social muito maior, ancorado numa das mais importantes manifestações culturais do país que é o carnaval”; diz Mário Cortez que é Chef de Cozinha e presidente do bloco.
Para se ter uma ideia do que está por vir, dos cinco conselheiros tutelares eleitos em Cangaíba, três assinam a ata de fundação do bloco. Por outro lado, entidades importantes também estão na composição da diretoria como as ONG’s Na Boca do Povo, Comunidade Ativa, SAEG e Kolping Cruzeiro do Sul.
No dia 20 de novembro – dia da Consciência Negra, será realizado o batismo do Bloco que terá como convidado a Embaixada do Samba Paulistano. Também participarão do evento a Banda Onda Zen, Os Pagodeiros do Temperadinho, a Velha Guarda Musical da Acadêmicos do Tatuapé e a bateria do Bloco comandada pelo Mestre Paulinho.
Já em dezembro será realizado o Encontro dos Amigos do Temperadinho, uma festa de rua que reunirá todos os músicos de samba e MPB da região.
Para o ano de 2020 a diretoria pretende consolidar as propostas de parceria com a sociedade civil e outras ONG’s visando a implementação do Núcleo Criativo de Arte e Cultura de Cangaíba.
“O carnaval de rua de São Paulo tem se destacado nacionalmente nos últimos 10 anos em virtude de seu crescimento, mas existe também uma demanda reprimida de criação artística que está tomando corpo”, comenta Valter Delfino da ONG Comunidade Ativa parceira do Bloco.
Outra proposta da iniciativa é a valorização da capacidade criativa local. “Temos vários atores e agitadores culturais no bairro que não têm voz; no Bloco do Temperadinho procuramos incentivar essa capacidade. As marchinhas e sambas são de criação de gente do bairro. São abordados temas sociais, críticas políticas e outras manifestações da cultura local”, diz Mario Cortez.

Serviço:
Batismo do Bloco do Temperadinho
Data: 20 de novembro das 14 às 20h
Local: SAEG – Rua Antônio Roberto de Almeida, 218 – Eng. Goulart
Facebook: @blocodotemperadinho

Por: Divaldo Rosa

Foto: reunião de criação do Bloco. Ago/2019

Equipe Acontece Agora