Os protestos convocados para o dia 26 de maio contra o Centrão e a favor das reformas apresentadas pelo governo Bolsonaro ganharam reforços de peso.

Em maio de 2018, uma paralisação dos caminhoneiros deixou o Brasil em uma situação extremamente delicada. O desabastecimento afetou quase todas as regiões do país.

Wanderlei Alves, conhecido como Dedéco, foi um dos líderes deste movimento. Segundo a VEJA, ele afirmou que a categoria apoia as manifestações pró-governo marcadas para o próximo domingo, 26.

Dedéco afirmou:

“Não estou apoiando o presidente, mas a governabilidade do país. Eu percebo que o Congresso Nacional está travando muito as pautas do governo. O Brasil está parado por falta de governabilidade.”