A Casa da Criança de Itaquaquecetuba está com 12 oportunidades para aulas gratuitas de ballet clássico no Parque Piratininga. São sete vagas para o turno da manhã e 15 para a tarde. As matrículas podem ser feitas nesta quinta-feira, dia 13, das 8h às 9h30, na base da Polícia Militar, situada à Estrada Água Chata, 189. As vagas estão disponíveis para crianças que tem mais de 10 anos. Trata-se de um projeto social de incentivo à arte e à cultura para o desenvolvimento humano.

O programa já alcançou mais de 800 crianças em cinco anos. A expectativa é formar 60 pequenos bailarinos e bailarinas nesse novo grupo. Para se matricular os pais ou responsáveis Legais da criança, devem comparecer no local de inscrição munidos de cópia do RG, CPF, comprovante de endereço, duas fotos 3×4, declaração escolar, atestado médico, um pacote de folhas de sulfite e um pacote de copos descartáveis. Lembrando que também deve ser levada a cópia da identidade do tutor.

O curso é gratuito e será necessário comprar apenas o uniforme e a carteirinha da criança. O projeto de Ballet da Casa da Criança teve início em 2014 com 50 alunos, mas vem crescendo a cada ano e, em 2019, o programa recebeu 330 bailarinas e bailarinos. Atualmente, parte da ação, que atende 60 crianças, conta com o patrocínio do Instituto Itaquareia, juntamente com o Proac, departamento da Secretaria de Estado da Cultura. Hoje, o projeto preenche o contraturno escolar de muitas crianças e adolescentes de Itaquá. Os pequenos ainda tem a oportunidade de mostrar o talento nos espetáculos de ballet que a Casa da Criança promove ao longo do ano e sempre emociona os convidados.

Casa da Criança A Casa da Criança é uma Instituição Civil, sem fins lucrativos que há quase 70 anos atua com crianças e adolescentes e m situação de risco, em programa especial de atendimento de acolhimento institucional no município de Itaquaquecetuba.

A entidade oferece a crianças e adolescentes um lar em regime temporário, mesmo que substituto, com assistência aos cuidados básicos alimentar, de higiene e saúde, educacional, recreativa, cultural, esportivo e profissionalizante. O acolhimento é voltado às vítimas de maus tratos físicos, psicológico e abuso sexual, do Município de Itaquaquecetuba, cujos direitos básicos tenham sido ameaçados ou violados. Ao todo, são atendidos 23 acolhidos e 350 em aulas de ballet clássico.