Casa de Isabel reuniu mulheres para reflexão sobre o Dia Internacional das Mulheres

0
472

Mulheres sente-se desamparadas pela perda da Dra. Sônia Maurelli a mais respeitada liderança feminina da região e uma das maiores do Brasil

Há muitos e muitos anos, uma sábia Mulher nos dizia: “Violência Contra a Mulher, acontece desde a gênesis da civilização humana. Na compreensão da sábia Mulher, encontrou nessa ascendência civilizatória “ISABEL “, que em sua etimologia significa “Deus me prometeu”. Na história da sábia Mulher, podemos ver claramente a soberania de Deus na realização dos seus propósitos.

Memórias da Colônia, MG

Ainda na história da sábia Mulher, que carregava na sua ascendência genética o fardo de ser filha da loucura. Nessas memórias, carregadas de todas as Violências possíveis de forma silenciosa e perturbadora, trouxeram inconformidades à está Mulher, que carregava em sua alma uma missão em transformar um legado de perplexidade.

Inconformada, a sábia Mulher há muitas décadas atrás, resolveu sair às ruas para enfrentar todas as formas de Violência perpetrada Contra a Mulher.

Pela morte social das Mulheres, a sábia, deu voz e quebrou silêncio, resgatou centenas de vidas, tocou aonde ninguém havia tocado, despertou o que ninguém despertado, enfrentou o que ninguém havia enfrentado.

Essa reflexão, é um simples resgate da longa trajetória da Dra. Sônia Maurelli, possivelmente a maior precursora de Políticas Públicas Voltada às Mulheres no Brasil. Mesmo com essa dor e desamparo pela perda da sábia Mulher, digo que continuaremos dando voz ao seu legado.

Veridiana Maurelli – Supervisora Técnica da Casa de Isabel