Os casos de sarampo registrados no mundo tiveram alta de 300% em 2019, informou a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta segunda-feira (15). Segundo dados dos três primeiros meses do ano, já foram reportados 112.163 casos da doença em 170 países diferentes. Em 2018, foram 28.124 casos no mesmo período em 163 países.

Segundo a OMS, a alta segue uma tendência dos últimos dois anos. Os surtos atuais acontecem na República Democrática do Congo, Etiópia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, Madagascar, Mianmar, Filipinas, Sudão, Tailândia e Ucrânia.

Nos últimos meses, altas nos números de casos também aconteceram em países com alta cobertura de vacinação, como os Estados Unidos, Israel, Tailândia e Tunísia.

A OMS alerta que a taxa de cobertura vacinal global está abaixo da meta, em 85%, e que os números de cobertura da segunda da dose da vacina são ainda menores: 67%.

Brasil perde certificado de erradicação

O Brasil perdeu o certificado de erradicação do sarampo após a confirmação de mais um caso endêmico, ou seja, dentro do território brasileiro em 23 de fevereiro no Pará.

O país viveu um surto da doença em 2018 com mais de 10 mil casos registrados especialmente no Amazonas e em Roraima.

Em janeiro de 2019, o Brasil tinha três estados com surto da doença: Amazonas, Roraima e Pará. Entre fevereiro de 2018 e fevereiro de 2019, o país registrou 10.374 casos. O pico foi atingido em julho de 2018, com 3.950 casos.

Até 19 de março, houve confirmação laboratorial de 48 casos de sarampo no Brasil. Destes, 20 estão relacionados a casos importados e 28 a casos endêmicos, sendo 23 no Pará e cinco no Amazonas.

Entenda o que é sarampo, quais os sintomas, como é o tratamento e quem deve se vacinar  — Foto: Infografia: Karina Almeida/G1
(Imagem de Reprodução)

Fonte: As informações iniciais são do portal de notícias ‘G1’.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui