No dia da Árvore, Guaianases tem o que comemorar. Desde janeiro, mais de 400 árvores foram distribuídas por ruas e bairros dos distritos de Guaianases e Lajeado. Para o subprefeito Guaracy Fontes Monteiro Filho, árvore não é luxo, nem serve apenas para embelezar. “As árvores funcionam como grandes filtros, que retêm a poeira, purificam o ar, contribuem para melhorar a drenagem do solo e ajudam a combater as enchentes. Têm impacto até na temperatura.

              O subprefeito destaca ainda que bairros arborizados são mais valorizados. Os moradores tem uma qualidade de vida maior. Nesse sentido a prefeitura tem investido na revitalização de praças e transformando terrenos, antes usados para o descarte irregular de lixo, em praças e áreas de convivência dos moradores.

               Assim, Ipês, Grumixamas, Sibipirunas, Jequitibás; frutíferas como as Jabuticabeiras e Pitangueiras vão ganhando espaço, assim como uma série de palmeiras. As Phoenix Tamareiras já se transformaram nas queridinhas da vizinhança.  Quem viver verá uma Guaianases mais bonita, agradável, arborizada e cheia de pássaros, profetiza o subprefeito.

                Um dos exemplares mais conhecidos da região é a Guapuruvu da Avenida Nordestina. Segundos especialistas da Secretaria do Verde, a árvore está catalogada e estima-se que tenha cerca de 50 anos. É lamentável que lancem aos seus pés tanto lixo, mas a subprefeitura está finalizando um processo que permitirá a limpeza do terreno particular. A conta do serviço vai para o proprietário.

              Para Guaracy é preciso acreditar que a região pode melhorar com a ajuda de todos.  O lixo é o problema mais sério. A situação preocupa, não só com a aproximação da estação das chuvas, mas também porque no meio do lixo, a água acumulada é um campo fértil para o desenvolvimento de mosquitos responsáveis pela dengue.  Já foram detectados novos vírus e mesmo quem já teve a doença pode pegar de novo. A dengue é um problema sério, especialmente a hemorrágica que pode até matar. Lixo não é um problema dos outros é de todos nós.