Shows com artistas como Tati Quebra-Barraco, MC Carol e MC Xuxu; mesas de conversa com temas como “Funk e a Criminalização da Cultura” e “Fluxos de Rua, Economia na Quebrada e Vizinhança” são alguns dos destaques do evento que será realizado nos dias 14 e 15 de dezembro.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, promove, nos dias 14 e 15 de dezembro, o Festival Funk Da Hora, evento que busca articular vários atores da sociedade em torno da cultura do funk, gerar debates com produtores e personagens e descriminalizar o gênero musical. Realizado em parceria com a Secretaria Municipal das Subprefeituras, a primeira edição do Festival ocupa o Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes e conta com apresentações de nomes como Tati Quebra-Barraco, MC Carol e MC Xuxu, entre outros artistas, além de debates e workshop.

Em fase piloto, com a intenção de ser replicado em outras regiões da cidade em 2020, o Festival Funk da Hora investe na valorização cultural do gênero. A próxima edição será em janeiro em Heliópolis.

No dia 14, se apresentam MC Xuxu, MC Deize Tigrona, MC Deyzerre e Rafa PL. Já no domingo, é a vez de Tati Quebra-Barraco, MC Carol e Eric Chernobyl. A programação inclui ainda feira de roupas, cinedebate e cinco rodas de conversa: “Funk e a Criminalização da Cultura”, “Fluxos de rua, economia na quebrada e vizinhança”, “Mc Xuxu convida: produção independente para corpos (in)desejados”, “Masculinidades de quebrada: desafios e novos horizontes para o debate” e “Plataformas digitais: barreiras e oportunidades para a arte da quebrada”.