O Centro de São Paulo é a região da cidade que registrou o maior número de roubos de celular no ano passado. No bairro da República foram registrados 3.288 casos, na Sé 1.730, na Consolação 1.148 ocorrências e na Bela Vista 762.

Os dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação pelo Bom Dia SP mostram que em toda a capital paulista foram registrados mais de 15 mil ocorrências em 2018. A lista também mostra o bairro de Jardim Ângela, na Zona Sul, que teve 1.548 casos.

Três dos cinco endereços com o maior número de roubos também estão no Centro. A Praça da República aparece na primeira posição do ranking com 466 casos, seguido da Rua Augusta com 412 e a Rua da Consolação com 395.

A Avenida Cruzeiro do Sul, na Zona Norte, está em quarto lugar com 315 casos e a Estrada do M’Boi Mirim, na Zona Sul, teve 276 ocorrências.

Há 4 meses, o estagiário Lucas de Souza Pereira teve o celular roubado na Avenida São João, no Centro. “Dois rapazes com faca, com arma branca encostaram na minha cintura e fizeram eu passar celular pra ele, carteira, documento, tudo. Eu até falei: ‘mano, dá os documentos de volta, pelo menos. Ele não, não mete o louco, não. Sai daqui’. Aí eu saí, fazer o quê?”, disse.

Secretaria diz que roubos estão em queda

Mesmo com o grande número de roubos de celulares, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) afirmou que os registros de roubos em geral caíram 10% na capital no ano passado. No 1º trimestre do ano, a queda foi de 5% se comparado ao mesmo período de 2018.

A SSP diz que está tomando medidas para reforçar o policiamento na cidade de São Paulo e que o trabalho de inteligência possibilitou a apreensão de 1.135 celulares nos primeiros 3 meses deste ano em uma operação contra receptação dos objetos roubados.

Fonte: As informações são do portal de notícias ‘G1’.