A Banda Clube do Balanço traz uma novidade aos seus fãs e lança o seu novo clipe a música “Samba du Bom” de composição de Marco Mattoli e Janayna Pereira, a faixa que faz parte do seu novo trabalho “Balanço na Quebrada” (lançado em 2019) é interpretada com todo charme e beleza pela Cantora Tereza Gama.
O clipe que fora gravado antes da pandemia, mostra toda beleza e desenvoltura através da dança e conta com um baita time de profissionais, além da participação da talentosa atriz Brenda Ligia que fora destacada pelo seu trabalho pela também atriz Deborah Secco em seu instagram.
No atual momento que vivemos, ouvir uma boa música nos ajuda a refletir e curtindo este novo trabalho temos a vontade espontânea de dançar e o Clube do Balanço convida a todos para curtir.

Conheça abaixo o clipe da música “Samba du Bom”



Siga toda as informações da banda através de nossas redes sociais: www.clubedobalanco.com.br
Instagram: @clubedobalanco

instagram da atriz Brenda Ligia: @brendaligiamiguel

Sobre o Clube do Balanço


A banda criada apenas para uma festa chegou ao seu quinto disco, trazendo como bagagem muitos shows apresentados pelo Brasil e pelo mundo. O Clube do Balanço já esteve em vários países da Europa (Alemanha, Holanda, Áustria, Reino Unido, França, Espanha, Ilhas Canárias e Moscou), na Oceania e Ásia (Nova Zelândia, Austrália, China, Cingapura e Moscou) e continuam fazendo shows por todo o Brasil para o público que os consagrou desde o nascimento da banda em 1999.

Inicialmente, eles se uniram apenas para fazer um baile como o que acontecia na periferia de São Paulo nos anos 1970, a diferença era que ao invés de ter um DJ tocando vinis com clássicos do samba-rock, haveria uma banda tocando ao vivo essas músicas, respeitando o estilo e a sonoridade da época. A resposta do público foi tão boa que a brincadeira não parou mais. Desde então a banda já lançou cinco discos e seu mais recente trabalho é o “Balanço na Quebrada”.

O primeiro álbum do Clube do Balanço, Swing & Samba Rock, foi lançado em 2001 apresentando o então desconhecido samba-rock para uma nova geração. Teve participações da velha guarda do balanço, Erasmo Carlos na faixa “Mané João”, Marku Ribas em “Zamba Bem”, Bebeto em “Só vejo a Crioula” e Luís Vagner guitarreando no disco inteiro, e também de novos artistas que se apaixonaram pelo estilo, Seu Jorge, Max de Castro, Simoninha, Paula Lima e Ivo Meireles, participando de novas versões de grandes clássicos do estilo.

Em 2004, o Clube do Balanço volta ao estúdio para gravar o álbum “Samba Incrementado” desta vez com músicas autorais como “Saudades da Preta”, “A Sereia e o Marujo” e “Balanço” de Marco Mattoli e outras em parcerias como “Vem cá Nega” de Marco Mattoli e Rodrigo Leão e “Primeiro da Ilha” de Marco Mattoli e Seu Jorge, buscando novas trilhas para este estilo clássico.

Em 2009, o Clube lança seu terceiro álbum 100% autoral intitulado “Pela Contramão”. O nome vem do fato de que muita gente achava que o Samba-rock era coisa do passado e o Clube do Balanço provou que não, vindo pela contramão lotando casas em São Paulo, levando o samba-rock para outras cidades e estados do Brasil e também para outros países.

Quatro anos depois, a banda investe no seu trabalho autoral, e de Maio a Dezembro de 2013 realizou ensaios abertos que serviram de berço para o seu quarto Álbum “Menina da Janela”. A receptividade do público nos ensaios levou a seleção final das músicas. Neste disco os dançarinos recebem uma justa homenagem com a música “Nó” de Roberta Gomes e Marco Mattoli.

O álbum “Menina da Janela”, assim como em todos os álbuns da banda, abre e fecha com músicas instrumentais, começando com “La Nave Vá” do trombonista Tiquinho, inspirada na Itália de Fellini, e encerrando com “Don Bocato” do baixista Gringo Pirrongelli. O grande destaque vai para as românticas, mas não menos dançantes “Menina da Janela” de Marco Mattoli e Luís Vagner e “Vício Perfeito” e “Baby Não Mora Mais Lá” de Marco Mattoli. “Time Contra” traz a parceria marcante de Marco Mattoli com dois grandes do samba, Nei Lopes e Magnu Sousá. “Menina da Janela” consagra o Clube do Balanço e sua trajetória de 15 anos animando os salões de dança do Brasil e do mundo. Considerada a longevidade da banda, que já supera a da fase original do samba rock, o Clube do Balanço mostra com este disco, que a boa música popular cresce, contribui e evolui junto com a cultura brasileira, atacada pelo vazio de modismos consumismo e ostentação.

O ano de 2019 marca duas décadas do primeiro encontro da banda com o lançamento do álbum “Balanço na Quebrada”.