Mutirão de negociação da Cohab-SP, para mutuários inadimplentes, foi realizado na Zona Leste

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab-SP) e da Secretaria Municipal de Habitação (SEHAB), promoveu  no último sábado (9) mais um Cohab Negocia, mutirão de negociação para mutuários inadimplentes. Foram convocadas 4 mil famílias da Zona Leste para colocarem as parcelas de suas unidades em dia. Durante o evento, promovido no CEU Aricanduva, foram firmados 939 acordos que geraram o retorno de aproximadamente R$ 38 milhões para os cofres do município.

O Cohab Negocia foi promovido em parceria com a Procuradoria Geral do Município, o Tribunal de Justiça e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC).  As pessoas que possuíam três ou mais parcelas em atraso receberam a convocação da Cohab-SP, com o timbre da Justiça, para comparecerem ao local do evento. Os mediadores treinados pelo CEJUSC e um funcionário da Cohab-SP efetuaram as conciliações, permitindo que os mutuários escolhessem a oferta que melhor respeitava o orçamento de sua família. Após as negociações, novos contratos  seguiram para a homologação e os acordos foram validados

Desde o início do convênio, a média de acordos efetuados é de aproximadamente 99%, alcançando cerca de 8.400 famílias de toda a cidade, com 3.174 acordos formalizados resultando no montante de R$ 26.736.039,27.

Com a negociação concretizada, além de garantir ao mutuário segurança jurídica, certificando que ele não irá perder o imóvel financiado, também permite que a Cohab-SP volte a receber as prestações que estavam inadimplentes.

A medida desjudicializa o processo, economizando tempo e dinheiro para ambas as partes. Hoje, um processo como esse pode custar ao mutuário mais de R$ 4 mil, com prazo médio de cinco anos para um desfecho.