No primeiro dia do Ano Novo, um grupo de amigos estava reunido em uma chácara na cidade de Jandira. Um dos amigos, Deiverson Oliveira, foi ao mercado Casa de Carnes Alemão e comprou um “Pack” da cerveja Itaipava Zero em garrafa e uma delas trouxe no seu interior alguma coisa muito estranha além do líquido tão apreciado. Esta “coisa” com “características de restos animais” precisa passar por exame de laboratório para ser identificado. No fundo da garrafa da cerveja encontra-se resíduos da “coisa” que está boiando no líquido, o que torna o fundo escuro e denso. No vídeo a Iza Oliveira, moradora da Cidade Tiradentes, relata o fato e pede para a empresa Petrópolis Cervejaria, que produz a marca Itaipava, para tomar providências Urgentes, pois isto é um sério caso para a Vigilância Sanitária do estado de são Paulo..

O outro lado

A nossa equipe de reportagem procurou informações sobre o assunto e ao mostrar o video ao Sr.Arnaldo, mestre cervejeiro da Cervejaria Germânia ele nos disse o seguinte: “analisando o video da cerveja Itaipava Zero Álcool, verifiquei tratar-se de um fungo gerado em virtude de alguma fissura milimétrica na hora do engarrafamento, isto ocorre pela entrada de ar na garrafa e faz gerar este fungo. Nas cervejas com álcool é mais demorado do que nas sem álcool como no exemplo mostrado. Portando trata se de um fungo gerado no processo normal da cerveja devido a entrada de ar na garrafa, não é corpo estranho como parece”.