Oito estações terão o “Espaço Acolher” para atendimento de casos de assédio; também haverá nova pesquisa com passageiras

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a CPTM lança na segunda-feira (9) um programa inédito e permanente de rede de proteção para as passageiras e colaboradoras da Companhia, chamado “Em Movimento por Elas”.

Em oito estações serão inaugurados espaços para atendimento exclusivo de passageiras que tenham sofrido qualquer tipo de importunação sexual nas estações e trens, denominados de “Espaço Acolher”. Além disso, uma nova pesquisa será realizada durante a próxima semana com o público feminino da Companhia, com o seguinte questionamento: sofreu importunação sexual no transporte público? Se sim, onde e se houve denúncia.  O resultado ajudará em novas campanhas de conscientização contra o assédio sexual. Entre os dias 9 e 13, também serão realizadas ações de cultura, saúde e beleza.

Na terça-feira (10), o programa ganhará um reforço. A CPTM assinará uma parceria com o Instituto Avon, que desenvolve há 16 anos ações de enfrentamento de violências contra mulheres e meninas, durante o I Encontro de Ferroviárias, que será realizado na Sala São Paulo com a presença das colaboradoras da empresa. No evento, convidadas irão discutir “A Importância da Mulher na Sociedade”. Entre elas estará a primeira diretora da história da CPTM, Felissa Sousa Alarcon, Diretora Financeira desde julho de 2019.

O Instituto Avon vai participar do programa com treinamento das equipes de estação e segurança sobre violência contra mulheres e meninas, workshop para colaboradores sobre o papel dos homens no enfrentamento a essas violências, criação de nova campanha contra assédio sexual nos trens e estações, apoio para estruturação do canal de denúncia, além de doação de cartilhas sobre “Relacionamentos Saudáveis” e “Detecção Precoce do Câncer de Mama”.