“A maior satisfação é ver cidadãos entrarem aqui como crianças e saírem como adultos responsáveis. A arte do judô contribui tanto para o físico como para a mente…”

Os Senseis João Carlos, Edson Donizetti e Giorgio Buoro,
são alguns dos brasileiros que decidiram utilizar um espaço público para mudar a realidade de pessoas carentes de 5 a 40 anos na periferia de Ermelino Matarazzo, Zona Leste de São Paulo, criando a Associação João do Grito de Judô.

Sem fim lucrativo e voltado ao trabalho social, cerca de 180 alunos treinam semanalmente na Associação. O projeto surgiu há 02 anos, criado por dois casais de amigos da região que levavam os filhos para treinar em outro lugar e em conversar entre amigos enxergaram a possibilidade de trazer o projeto para o bairro que foram criados onde surgiu à ideia de procurar uma maneira de realizar os treinos. “Nós conversamos com o padre Ticão falamos de nossas idéias e ele rapidamente consegui o espaço, nossos amigos conheciam o Sensei João, que prontamente aceitou o pedido de treinar as crianças voluntariamente, em prol da qualidade de vida para as crianças da região”, explica um dos idealizadores do projeto Vagner Padovani.

A esposa de Vagner, Karina Quintino Godoi Padovani,frisa ainda que manter os treinos semanais é uma grande vitoria, pois as crianças são bem dedicados e possuem muita força de vontade, não perdem um treino e comparecem nas aulas, no calor ou na chuva. “É um trabalho muito gratificante ver a empolgação deles nos dias de treinos, são treinos puxados, pois são 03 vezes por semana e, mesmo assim, a galera comparece em peso. Ver a alegria nos rostos deles não tem preço”.

Sempre pensando em colaborar com os projetos sociais da região e contribuir com o desenvolvimento do bairro, a principal empresa apoiadora da associação é a Atlanta Auto Peças, que procura sempre amparar o trabalho da equipe.

“Em geral acabamos ajudando pouco pelo tanto que estas crianças e jovens merecem, temos que fazer um pouco para a comunidade. O maior ganho da empresa é despertar no coração de outros o desejo do trabalho social para com o próximo e nós da Atlanta fazemos isto com muita dedicação. Trazer um pouco de qualidade de vida para as crianças carentes de nossa região é um grande privilegio que a Atlanta pretende manter”, acrescenta o administrador do Grupo Atlanta, Alexandre Lima Pereira.

A prática do treino do Judô traz inúmeros benefícios para o corpo, fortalecimento da disciplina e do caráter. Com muita dedicação no que faz e admiração pela arte marcial,o Sensei João Carlos, um dos principais mantenedores dos treinos de judô, diz que para ele é uma grande honra participar deste projeto. “Fui convidado para participar deste projetoe me senti muito feliz e prontamente aceitei. A maior satisfação é ver cidadãos entrarem aqui como criançase se tornarem adultos responsáveis. A arte do judô contribui tanto para o físico como para a mente. O treino ajuda a manter a disciplina dentro e fora do tatame. O que as pessoas precisam saber é que o esporte salva vidas, tira crianças do mundo da criminalidade e acrescenta no desenvolvimento de nosso país. Lamento que no Brasil muitos governantes não tenham a cultura de investir mais no esporte amador”, ressalta o Sensei.

No ranking da Copa São Paulo de Judô Aspirantes 2017, maior competição da América Latina, a Associação João do Grito de Judô ficou entre as 15 academias, entre aproximadamente 80 academias que se apresentavam, com um dos melhores resultados na categoria aspirante, que é a categoria da maioria dos alunos da Associação.

Para saber mais sobre o projeto e conhecer o trabalho da Associação do João do Grito de Judô, não deixe de conferir os treinos e bater um papo com a equipe de organizadores do projeto.

Serviços:

Parque Dom Paulo Evaristo Arns

  1. Abel Tavares, 1564 – Ermelino Matarazzo

Dia dos treinos: segundas, quartas e sextas-feiras

Horário: 18H às 19H30min e das 19H30min às 21H30min

Para entrar em contato e saber como fazer parte deste projeto ou ajudar com a Associação o telefone é (11)  9 7121- 4656