Veja algumas dicas de especialistas para uma noite bem dormida

No dia 17 de março é comemorado o Dia Mundial do Sono. O sono é algo tão importante quanto uma boa alimentação para a saúde do ser humano, porém muitas pessoas se queixam por não conseguir ter uma boa noite de descanso. Para quem não sabe, estudos comprovam que a prática de exercícios físicos ajuda para que o sono seja mais profundo, minimizando o número de despertares. Sendo assim além de uma boa alimentação, deitar na casa é fundamental também as atividades físicas para contribuir com uma noite bem dormida.

De acordo com profissionais da área de atividades físicas a prática de exercícios pode melhorar a qualidade do sono em até 97% dos casos.  Quando alguém se exercita, o organismo libera várias substâncias que podem melhorar a qualidade do sono. As principais são a endorfina, que proporciona a sensação de bem-estar, a dopamina, que proporciona sensação de prazer, e a serotonina, que é responsável por diminuir a ansiedade, promovendo o relaxamento.

Desde que se procure manter certa regularidade, duração, exigência moderada e frequência semanal, é até saudável que as atividades físicas sejam variadas, evitando uma rotina monótona. O que deve ser evitado, por exemplo, é realizar atividades muito leves ou muito intensas, ou, ainda, realizar atividades por poucos minutos em um dia e compensar praticamente dobrando o tempo, no outro dia. Um profissional de Educação Física com registro no Conselho Regional da Profissão pode perfeitamente relacionar uma vasta e diversificada lista de atividades físicas, assim como a forma correta de como praticá-las de maneira que atenda a essas características e possam contribuir para a melhora da qualidade do sono dos indivíduos.