O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse em entrevista à revista The Economist que para decretar lockdown precisaria de um contingente maior de policiais civis e militares na Região Metropolitana. Durante a semana passada, o tucano afirmou que o protocolo para a medida mais extrema já está pronto, mas que a decisão ocorreria nesta semana.

Antes disso, estado e capital atuaram juntos para criar um feriado de seis dias, que começou na quarta (20) e vai até a segunda (25).

Na entrevista à revista inglesa, Doria aproveitou para criticar o presidente da República, Jair Bolsonaro, com quem vem travando sucessivas discussões públicas nos últimos meses. Segundo o governador, o presidente confunde a população e agrava o risco de contaminação ao se declarar contra o isolamento social.

Fonte: Veja