- Propaganda -spot_img
InícioEducaçãoEducação SP entrega 680 mil cadernos do Além da Escola em setembro

Educação SP entrega 680 mil cadernos do Além da Escola em setembro

- Propaganda -spot_img

Conteúdo vai atender escolas de Anos Finais e Ensino Médio

As escolas da rede estadual de ensino vão receber 680 mil cadernos do programa Além da Escola até o fim de setembro. O material didático vai atender os alunos dos Anos Finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano) e ensino médio.

Serão 630 mil cadernos do Aluno, sendo 315 mil para as escolas das Diretorias de Ensino (DEs) do interior e a mesma quantidade para às DEs da Capital e Região Metropolitana. Além disso, as escolas receberão 50 mil cadernos para os professores.

Os materiais para alunos apresentam as principais orientações para acompanhamento do projeto pelos estudantes, bem como táticas para organização da rotina de estudos. Já o caderno dos professores traz conteúdos a respeito do cotidiano do projeto, propostas de dinâmicas de grupo e norteadores para a mediação das aulas do Além da Escola. 

Cada docente, com pelo menos uma turma atribuída do Além da Escola, deve receber um Caderno do Professor. O mesmo se aplica aos estudantes participantes. O Caderno de Missões, que trata dos projetos a serem desenvolvidos em grupo pelos alunos do projeto, continuará disponível apenas no formato online pelo site do Centro de Mídias São Paulo (CMSP), pois deve ser atualizado.

A distribuição dos materiais impressos do Além da Escola deve fortalecer a identidade do projeto nas escolas, bem como sua integração ao cotidiano pedagógico de cada instituição de ensino, potencializando o trabalho dos educadores paulistas junto aos alunos. Essa é mais uma das iniciativas que visam à recuperação da aprendizagem dos estudantes mais vulneráveis da rede, facilitando sua inclusão digital e dando suporte extra às suas trajetórias de aprendizagem.

Mais estudo: Trilhas formativas e resoluções de problemas reais

O Além da Escola promove a expansão da carga horária de forma híbrida e atua diretamente na recuperação de aprendizagem de estudantes mais vulneráveis da rede, segundo o Cadastro Único (CadÚnico), do 6º ano do ensino fundamental à 3ª série do ensino médio de escolas PEI (Programa Ensino Integral) e escolas regulares (incluindo EEI – Indígena, Quilombo, Área de Assentamento). No total, 500 mil chips têm sido disponibilizados desde o primeiro semestre.

Por meio da tecnologia, a iniciativa de ensino híbrido expande a carga horária através de trilhas formativas de plataformas educacionais parceiras, como Descomplica (ensino médio), Khan Academy (todos), Aprendizap (9°ano) e Mangahigh (ensino fundamental), projetos em grupo que resolvam problemas reais da escola, além de orientação de estudos personalizada duas vezes por semana via chat do Centro de Mídias São Paulo (CMSP).

O tempo extra individual de aprendizado e reforço varia conforme o período: até 1h45 por dia para estudantes do período diurno e até 1h15 para matriculados no noturno. “Os participantes são organizados em grupos, de 8 e 12 estudantes, para realizar projetos interdisciplinares. As chamadas “missões” tratam, por exemplo, de temas como ecologia, empreendedorismo, fotojornalismo na comunidade etc. São práticas pedagógicas inovadoras, que têm papel importante no momento de retomada das aulas presenciais e da rotina escolar como um todo”, resume o secretário da Educação do Estado, Rossieli Soares.

Caso todas as etapas da iniciativa sejam concluídas, cada grupo receberá R$300 para utilizar na escola e tirar projetos desenvolvidos do papel. Além de todo o conteúdo online, haverá distribuição de material impresso para apoio às atividades do Além da Escola nas escolas.

Inclusão digital: 500 mil chips

Recentemente, o Além da Escola reabriu (linkar com a notícia) o sistema que permite a manifestação de interesse por parte dos estudantes da rede estadual em chips de 3GB de internet. A confirmação deve ser realizada no site da Secretaria Escolar Digital (SED): sed.educacao.sp.gov.br. São disponibilizados 500 mil chips desde o primeiro semestre deste ano.

- Propaganda -spot_img
Deve ler!
- Propaganda -spot_img
Notícias relacionadas
- Propaganda -spot_img

Deixe uma resposta.

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui