Após quarto lugar na Fórmula 1 2019, Charles Leclerc falou de aprendizados que teve na temporada e como se vê para o ano de 2020

O ano de 2019, aparentemente, foi de aprendizado para Charles Leclerc. Em seu primeiro ano na Ferrari, o monegasco afirmou que teve uma série de aprendizados e reflexões durante a temporada citada da Fórmula 1. Em entrevista à revista “Autosport”, das mais conceituadas do mundo automobilístico, ele, também, deixou claro quais são seus prognósticos para 2020.

Leclerc começou a entrevista falando de quais reflexões teve ao longo de 2019. “Depois de três ou quatro corridas em 2019, percebi que as minhas maiores dificuldades estavam nos treinos classificatórios que nos grandes prêmios. Assim, me concentrei ainda mais em cada qualificação. Do GP da França 2019 para frente, tive grandes resultados nos treinamentos. Apesar disso, sei que ainda tenho muito trabalho para fazer”, declarou.

Fazendo uma comparação com seu companheiro de equipe, Leclerc também mostrou muita humildade. “Sebastian Vettel tem grande experiência em corridas e, nesse momento, é melhor que eu. Neste inverno, meu trabalho é, principalmente, entrar no ritmo das provas para melhorar. Espero, ou, ao menos, estou trabalhando muito duro para isso, para cometer menos erros do que cometi em 2019”, afirmou.

O monegasco também cobrou uma autocrítica da própria equipe. “Creio que, como equipe, também devemos focar em aprimorar nossas deficiências. Em termos de rendimento, é sempre muito, muito complicado saber como vão ser as coisas antes da primeira corrida”, disparou.

Por fim, o piloto ameaçou seus rivais. “Definitivamente, me sinto mais pronto agora que em 2019 e quero deixar isso claro em 2020”, finalizou Charles Leclerc.