A Polícia Militar cumpriu hoje (16) uma ordem de reintegração de posse de um terreno em Guaianases, na zona leste da capital paulista. O local havia sido ocupado por centenas de famílias em abril, e a remoção das pessoas foi pedida pelo proprietário da área, Flávio Nogueira Venosa. A área já havia sido ocupada outras vezes.

A prefeitura informou que esteve no local no último dia 4 para oferecer acolhimento às famílias, mas os moradores não aderiram à proposta.

“Eles foram informados que os serviços da Smads [Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social] permanecem à disposição. A Secretaria Municipal de Habitação já entrou em contato com a liderança das famílias que invadiram o terreno e se colocou à disposição para realizar o cadastramento das famílias interessadas em se inscrever na lista de espera do programa municipal de habitação”, diz nota da prefeitura.

Apesar do terreno ser de propriedade particular, existe um projeto para construção de unidades habitacionais na área. De acordo com a prefeitura, o projeto está vinculado ao programa Minha Casa Minha Vida e, por isso, aguarda liberação de recursos pelo governo federal.

Ainda segundo o Executivo municipal, exite uma fila de espera por moradia na capital paulista com 200,7 mil famílias cadastradas. A prefeitura informou ter entregue 10,1 mil unidades habitacionais desde o início da atual gestão e que pretende repassar aos novos moradores mais 10,1 mil até o fim do ano.