Mais um incêndio atingiu o futebol carioca na tarde desta segunda-feira. Após o treino da manhã, os jogadores do Bangu descansavam no alojamento do CDA (Comissão de Desportos da Aeronáutica), localizado em Campo dos Afonsos, na Zona Oeste, quando um quarto começou a pegar fogo. Dois atletas foram encaminhados para o Hospital da Aeronáutica.

Inicialmente, a assessoria de imprensa do Bangu informou que três jogadores haviam ido ao hospital, mas posteriormente a Aeronáutica avisou que dois atletas estão internados.

A identidade dos jogadores não foi divulgada. Segundo a assessoria de imprensa do Bangu, os casos não são graves e um deles deve ser liberado ainda nesta segunda. O outro jogador foi encaminhado para o CTI por precaução por ter inalado mais fumaça.

O incêndio durou cerca de 10 minutos e foi controlado pelos Bombeiros com ajuda de três soldados da Aeronáutica. Os jogadores não sofreram queimaduras, e foram hospitalizados por conta da fumaça inalada.

Todos os outros atletas que estavam no local no momento do fogo também passaram por exames, mas já foram liberados. As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas pela Aeronáutica.

A equipe da Zona Oeste vem realizando suas atividades no CDA, que abriga estruturas como o Centro Olímpico de Treinamento da Aeronáutica (COTA) e recebe atletas de vários países.

O Bangu quase se classificou para a semifinal da Taça Guanabara. Com sete pontos ganhos, perdeu a vaga na última rodada na derrota por 3 a 0 para o Resende. Na classificação geral da competição, a equipe aparece na sexta posição.

Caso Flamengo

Um incêndio de grandes proporções atingiu na manhã da sexta-feira (08) o Ninho do Urubu, centro de treinamentos do Flamengo, na região de Vargem Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, dez pessoas morreram e outras três feridas. Para mais informações, acesse a nossa matéria aqui.