No momento de fazer a escolha da futura carreira profissional, surgem muitas dúvidas. A indecisão é compreensível, afinal, as opções são bem variadas e existem inúmeros cursos distribuídos entre as áreas de Humanas, Exatas e Biológicas. Outra questão que pode confundir a cabeça dos vestibulandos é sobre as diferenças entre licenciatura e bacharelado.

E você, sabe o que difere um curso do outro? O que faz um bacharel? Onde um licenciado pode atuar? Para esclarecer suas dúvidas, preparamos este post. Acompanhe as informações das próximas linhas, entenda os objetivos dos dois tipos de formação e saiba qual desses caminhos tem mais a ver com o seu perfil profissional!

Entenda o que é bacharelado

Os cursos de bacharelado preparam o estudante para atuar diretamente com as atividades da profissão que ele escolheu seguir. Nesse tipo de curso, encontramos as opções mais clássicas da graduação, como Direito, Administração e as Engenharias.

Com essa formação, o profissional pode trabalhar em diferentes cenários de sua área de conhecimento. O graduado em Administração, por exemplo, encontra oportunidades nos setores comercial e industrial. Da mesma forma, ele consegue ocupar cargos em vários departamentos, como recursos humanos, setor financeiro, compra e vendas, marketing etc.

Contudo, o bacharel não é habilitado para lecionar. A menos que faça uma pós-graduação stricto sensu — mestrado ou doutorado — e opte por seguir carreira acadêmica e ministrar aulas em universidades.

Conheça o curso de licenciatura

Os cursos de licenciatura têm o objetivo de formar profissionais aptos para dar aulas. A Pedagogia, por exemplo, prepara o acadêmico para lecionar na educação infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental — do primeiro ao quinto ano.

Disciplinas vistas ao longo da formação de nível fundamental e médio — Língua Portuguesa, Matemática, História, Biologia, Educação Física etc. — também exigem professores formados com título de licenciatura.

Profissionais com essa capacitação podem ministrar aula na rede pública ou particular de educação, assim como em cursinhos preparatórios para o vestibular. Os professores também têm a alternativa de trabalhar com aulas particulares para reforço acadêmico ou ainda oferecer suporte em plataformas virtuais. Outra opção é ajudar na elaboração de conteúdos educativos, como livros, apostilas, entre outros.

Alguns cursos oferecem a possibilidade de obter as duas formações: licenciatura e bacharelado. É o caso, por exemplo, da faculdade de Educação Física, que pode levar o profissional às salas de aula ou a outros espaços, como academias de ginástica, clubes esportivos, spas etc. O mesmo acontece com graduações como Ciências Biológicas, História, entre outras.

Um detalhe sobre o estudante de licenciatura são as habilidades profissionais que ele precisa desenvolver para sua atuação em sala de aula. Enquanto o mercado exige dos bacharéis características como liderançatrabalho em equipe e proatividade, o futuro professor precisa dessas e de outras competências. Exemplos são criatividadefacilidade para falar em público e transmitir o conteúdo de forma didática e, claro, muita paciência.

As semelhanças e diferenças entre licenciatura e bacharelado

Tanto na licenciatura quanto no bacharelado, o estudante obtém diploma de nível superior. Com ambos os tipos de formação, o profissional sai da faculdade apto para trabalhar, prestar concurso público e iniciar uma pós-graduação.

É importante lembrar que — seja na licenciatura, seja no bacharelado — o diploma é válido somente se a instituição de ensino for credenciada e os cursos tiverem o reconhecimento do Ministério da Educação (MEC).

Outro ponto em comum entre os dois tipos de graduação são as exigências para o ingresso. Para iniciar qualquer curso superior, é necessário ter Ensino Médio completo.

Em relação às possibilidades de entrar na faculdade, as opções também são as mesmas e incluem o vestibular — prova tradicional ou agendada — e a utilização da nota do Enem. Com o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio, também é possível conseguir oportunidades no ensino superior por meio de programas como ProUni e Sisu.

Mudando de semelhanças para diferenças, os cursos de licenciatura e bacharelado diferem nos pontos que você verá agora!

Título

Alunos da licenciatura e do bacharelado recebem diferentes títulos com a conclusão do curso. O diploma da graduação confere aos formandos os níveis de licenciado e bacharel, respectivamente. Como dissemos, ambos correspondem ao mesmo grau de formação acadêmica, mas oferecem caminhos diferentes no desempenho da profissão.

Foco de atuação profissional

A principal diferença entre os cursos de licenciatura e bacharelado está no objetivo da formação. Enquanto o primeiro prepara o profissional para ministrar aulas e ensinar aquilo que aprendeu na faculdade, o segundo é voltado para a execução das atividades profissionais, em diversos cargos no mercado de trabalho.

licenciado pode lecionar para alunos do Ensino Fundamental e Médio em escolas públicas e privadas. Além disso, ele pode trabalhar também com outros formatos de aula, como vimos acima. Já o bacharel pode atuar em diferentes ramos de sua área de formação, conforme as demandas do mercado.

Grade curricular

Em cursos que oferecem as duas opções de formação — licenciatura e bacharelado —, é mais fácil perceber a diferença entre as disciplinas que compõem a matriz curricular. As grades podem ser semelhantes nos primeiros semestres da graduação, mas nos períodos avançados o conteúdo é mais direcionado à atuação profissional.

Dessa forma, os futuros bacharéis recebem capacitação generalista, por meio de disciplinas teóricas e práticas que os colocam em contato com a atuação exigida pelo mercado de trabalho. O estudante de licenciatura, por sua vez, é preparado para atuar em sala de aula e tem contato com matérias específicas, como Didática, Pedagogia e Psicologia da Educação, no currículo do curso.

Cursos tecnólogos: mais uma opção de graduação

Além de licenciatura e bacharelado, os cursos tecnólogos fazem parte de um outro formato de graduação que, aliás, tem sido cada vez mais procurado pelos estudantes. Os tecnólogos são opções rápidas de formação — duram entre 2 e 3 anos — e também são reconhecidos como curso de nível superior. 

A graduação tecnológica tem suas vantagens, como ingresso mais rápido no mercado de trabalho, conteúdos objetivos e focados nas demandas atuais e ampla variedade de áreas de conhecimento. Portanto, essa é mais uma alternativa para os futuros profissionais que ainda têm dúvidas sobre qual rumo seguir.

A escolha da profissão realmente exige uma avaliação criteriosa. Afinal, é o seu futuro que está em pauta. Mas entender as diferenças entre licenciatura e bacharelado, além de conhecer as opções de tecnólogos, já é um bom começo para facilitar essa decisão. Esperamos que este texto tenha clareado suas ideias!

Fonte: ESTÁCIO