Medidas ajudarão a melhorar posição do Brasil nos rankings que medem facilidade para fazer negócios.

O Ministério da Economia prepara um pacote de medidas que visem desburocratizar e elevar a produtividade da economia brasileira. O objetivo das medidas são melhorar o ambiente de negócios, assim estimulando a geração de empregos e crescimento econômico.

Segundo o secretário-adjunto de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Igor Calvet, as ações serão anunciadas ao longo de meses e até anos.

“São medidas pulverizadas. A equipe ainda vai estimar o impacto no PIB. Não é um trabalho trivial. Não há uma medida que é uma bala de prata para resolver o trabalho da produtividade. A gente não vai ver o resultado amanhã. Ainda não dá para estimar impacto no emprego, no PIB, mas elas [as medidas] vão melhorar o ambiente de negócios de uma forma ampla”, declarou Calvet ao G1.

O Brasil atualmente figura nos rankings que medes a facilidade para fazer negócios em péssimas posições. No relatório “Doing Business”, por exemplo, o país aparece no 109º lugar de um total de 190 países.

“O Brasil está mal posicionado. Parte disso não tem a ver com injeção de recursos, mas com a relação do Estado com o setor privado. Queremos remover obstáculos, desobstruir o que impede a atividade produtiva de avançar”, explicou Calvet.

As medidas atuam no campo de desburocratização, retirando entraves que encarecem o processo produtivo, e de geração de empregos e modernização das empresas.

*Com informações do G1