O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) tombou o estádio Conde Rodolfo Crespi, do Juventus, conhecido como Javari, na Mooca, Zona Leste da capital paulista. O local deve ter suas características externas preservadas.

O Estádio da Javari foi inaugurado em 26 de abril de 1925 e adquirido da família Crespi pelo Clube Atlético Juventus em 1967. Atualmente, a Javari tem capacidade para receber quatro mil pessoas, no entanto, segundo o clube, já registrou a presença de 15 mil torcedores.

A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira (10) no Diário Oficial do Estado. Veja a publicação.

Além do estádio, três escolas e duas bibliotecas públicas também foram tombadas:

  • Escola Estadual Pandiá Calógeras, na Avenida Paes de Barros, 1025 (Mooca);
  • Escola Estadual Brasílio Machado, na Rua Afonso Celso, 3 (Vila Mariana);
  • Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos Helen Keller, na Rua Pedra Azul, 314 (Sé);
  • Biblioteca Pública Municipal Roberto Santos (antiga Biblioteca Ministro Genésio de Almeida Moura), na Rua Cisplatina, 505 (Ipiranga);
  • Biblioteca Pública Municipal Adelpha Figueiredo, na Praça Ilo Ottani, 146 (Mooca).

De acordo com a publicação, “ficam integralmente preservadas as volumetrias das escolas e bibliotecas descritas no artigo 1º, assim como suas características arquitetônicas externas e internas incluindo as áreas dos jardins, quadras e áreas de recreação.”

A decisão informa que o prazo de contestação ao Conpresp é de 15 dias corridos.

Fonte: As informações são do portal de notícias ‘G1’.