protestos educacao

Quinze dias após o primeiro ato contra cortes na Educação realizados pelo governo de Jair Bolsonaro, uma nova onda de protestos de estudantes e movimentos sociais deve tomar as ruas nesta quinta-feira (30).

As manifestações estão marcadas para acontecer em todas as capitais brasileiras, mas o número total de cidades deve ser menor do que no ato anterior.

Reunidos nesta quarta-feira (29) em Brasília, os presidentes do PT, PSB, PDT, PSOL e PCdoB, além de representantes da Rede e do PCB, avaliaram que a escala dos protestos será de fato menor.

No último dia 15, cerca de 220 municípios registraram protestos, contra os 150 que estão marcados para hoje, segundo divulgação da União Nacional dos Estudantes (UNE).

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a Associação Nacional dos Pós-Graduandos (APNG) também estão na organização.

Será inevitável também a comparação com os atos do último domingo (26) realizados em 156 cidades e que tiveram como mote ataques ao chamado Centrão e a defesa de reformas e do governo Jair Bolsonaro.

Com informações do G1.