A companhia Ford anunciou na tarde desta terça-feira, 19, que deve encerrar as atividades da sua unidade em São Bernardo do Campo, na grande ABC. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, a estimativa de desempregados será de 2,8 mil trabalhadores.

Ainda sobre o pronunciamento, a Ford também informou que, em média, as despesas não recorrentes giram entorno de US$ 460 milhões em razão da decisão anunciada de encerrar as atividades.

Além disso, a imagem da empresa passa a ser questionada no mercado de fabricação de automóveis. Isto porque a fábrica do ABC é a mais antiga em operação da montadora no Brasil. Fundada no ano de 1919 e, por muitas vezes, uma referência para as outras.

A montadora disse que a decisão faz parte de um esforço para voltar a lucrar na América do Sul. Em balanço referente ao ano passado, a Ford apresentou prejuízo de US$ 678 milhões na região.

A fábrica de São Bernardo era responsável pela produção de caminhões da montadora.

No Brasil, a marca ocupava a quarta posição no segmento, com 12% de participação em 2018, atrás de Mercedes-Benz, Volkswagen e Volvo.

As informações iniciais são do portal Economia.