O Kart é a categoria onde os principais pilotos começaram suas trajetórias profissionais. Nomes como Ayrton Senna, Michael Schumacher, Fernando Alonso, Lewis Hamilton entre muitos outros, brilharam nas pistas antes de ingressarem no automobilismo profissional.
Devido à grande velocidade, rapidez de reações e disputas acirradas, as corridas de kart trazem grande emoção ao público e tem conquistado cada vez mais o gosto dos jovens brasileiros.
Exemplo disto é o jovem Felipe Salvino de 22 anos morador da zona leste de São Paulo, que desde muito cedo já acompanhava as corridas da fórmula 1 e ainda com apenas 9 anos lembra nitidamente da disputada acirrada entre Michael Schumacher e Fernando Alonso brigavam pelo titulo no ano de 2006.

Sempre confiante e com muita fé Felipe lembra emocionado de quando tudo começou, ele relatou que o sonho é muito antigo e já percebeu o tamanho do grande desafio também. “É um grande sonho e um desafio também, eu lembro do dia que falei para meu pai do desejo que tinha de praticar esta modalidade, mas ele me pediu para esquecer, pois isto era um esporte de rico e éramos pobres, não tínhamos tantas condições assim no momento”. Acontece que mesmo com todas as palavras negativas Felipe diz que nunca desanimou e sempre procurou uma forma de chegar até o sonho dele.
“Quando completei 19 anos veio em mim uma vontade de lutar pelos meus sonhos, eu pensei, poxa só tenho uma vida e preciso acreditar que posso realizar meus sonhos mesmo muitas vezes eu sendo motivo de risos para muito eu jamais vou deixar de acreditar que Deus há de me ajudar”, explica o jovem .
Felipe conta que já participou de alguns campeonatos de kart indoor que acontece nos kartódromos que são campeonatos amadores sediados por pessoas que formam grupos de competição. No primeiro deles ele ficou em 5º lugar, uma boa posição para um jovem iniciante.
Mesmo com toda esta empolgação, o jovem diz que sente muita tristeza em não poder fazer mais do que gostaria, por ser um esporte que tem custo alto, o jovem explica que é bem difícil arrumar patrocinador, mesmo porque, acreditar no sonho alheio é algo voluntário e nem todos estão dispostos a contribuir. “É triste ter um sonho e muitas vezes ter que ser motivo de risadas e zombarias pelos outros. Infelizmente esta é uma modalidade esportiva que exige muita concentração e treinamento além de apenas força de vontade. Então o que eu preciso é manter minha fé em Deus e acreditar que uma hora minha vitória vai chegar”.
O jovem já foi presenteado por diversas pessoas que contribuíram um pouco com o grande sonho dele, mas ele explica que é precisa garantir patrocínios para que ele alcance a meta de ser um profissional. “Algumas empresas da minha região sempre me ajudam com um valor simbólico, sou muito grato a todos eles e em troca eu divulgo a empresa deles nas redes sociais”.
Para saber um pouco mais do trabalho do jovem Felipe Salvino e ainda contribuir com o sonho do garoto do Jardim Romano, podem entrar em contato pelo telefone 011 96847-7188 ou também pelas redes sociais: canal de games e de pilotagem: @filipesalvino2 e @filipesalvinopilot – email: filipesalvino@hotmail.com.