Após 23 anos do processo, a Fiat perde processo, por donos que alegavam que o carro Tipo pegava fogo involuntariamente. A Fiat teve que ressarssir os valores aos donos.

Entre 1993 e 1996, foram vendidos vários carros Fiat Tipo, que pegavam fogo e poderiam arriscar a vida dos usuários. Ele foi importado da Itália, e foi um dos carros mais vendidos na época.

O defeito era apresentado na mangueira de alta pressão do fluído da direção hidráulica, que passava pelas partes mais quentes do motor, e com a alta temperatura, ele acabava derretendo e jogando todo líquido nas partes quentes, e pegava fogo.

A Fiat, acabou fazendo o “recall” de mais de 155 mil carros, após vários relatos de donos. A Fiat foi processada, e acabou perdendo, mesmo que depois de 23 anos. O último recurso foi julgado nesse ano. Embora eles tenham ganho, precisam comprovar os prejuízos, mas hoje, vários não moram no mesmo lugar, e outros chegaram até a falecer.