Maior complexo hospitalar da América Latina terá prédio com 900 leitos, sendo 200 de UTI, para atendimento exclusivo da Covid-19

O Governador João Doria confirmou, nesta segunda-feira (23), que o maior prédio do Hospital das Clínicas, na capital, será transformado em um centro exclusivo de atendimento a pacientes infectados pelo coronavírus. O novo espaço começa a funcionar na próxima sexta-feira (27).

“O maior complexo hospitalar da América Latina abre 900 leitos para tratar pacientes de coronavírus a partir de sexta-feira. Já temos 200 leitos em UTI prontos e mais 700 leitos estarão disponíveis até o dia 10 de abril”, afirmou o Governador. “Temos 2,3 mil leitos de UTI exclusivamente para pessoas em tratamento do coronavírus no Estado”, acrescentou Doria.

Mobilização

Trata-se da maior mobilização da história do Hospital das Clínicas. Pacientes de outras especialidades médicas serão transferidos para outros sete institutos do complexo na capital. Se houver necessidade, o Instituto Central, que passa a contar só com pacientes da Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus), poderá ser ampliado com outros cem leitos de UTI.

“O que o Hospital das Clínicas vai fazer é dedicar um prédio exclusivamente para o enfrentamento desta crise. É o Instituto que tem 40% dos leitos de todo o complexo”, explicou o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

“Temos a disponibilidade de mais esses 900 leitos de forma imediata. Dentro desses, 200 são de terapia intensiva e assim podemos escalonar esse atendimento”, acrescentou o Secretário da Saúde.

Até o início da tarde desta segunda-feira (23), o Brasil notificava 1.561 casos confirmados de coronavírus. Do total, o Estado de São Paulo registrava 631 pacientes infectados e 22 mortes provocada pela Covid-19.

Fonte: Site Governo SP