Dia 21 de Junho é a data em que o Itaim Paulista comemora 409 anos, quando o bandeirante Domingos de Góes virou “Sesmeiro” das terras da região do “Boi Sentado”, às margens do Rio Tietê, em 1611, posteriormente passadas ao controle dos padres Carmelitas em 1621. Mais tarde, a região passou a ser conhecida por Itahim (pedra pequena em Tupi) e, depois, recebeu o segundo nome “Paulista”, para diferenciar da região do Itaim Bibi.

A região do Itaim começou a receber seus primeiros moradores apenas no final do século 18, com a chegada da Ferrovia Estrada do Norte. Uma estação foi construída na região, fato que trouxe mais habitantes. Seu crescimento, por estar ao lado da linha férrea, foi automático, até que em 1957 foi instalada a paróquia de São João Batista do Itaim. A partir daí, seu desenvolvimento aconteceu de forma natural, mas só em 1980 a região foi elevada à condição de distrito autônomo de São Miguel.

De lá para cá, muitas mudanças aconteceram. Hoje, nosso bairro é o mais populoso distrito da zona leste, por metro quadrado, e o 8º de São Paulo com mais de 400 mil habitantes. Na região podemos encontrar muitos descendentes de outros países e regiões do Brasil, que se mudaram para a região em busca de melhores condições de vida. Depois dos portugueses, vieram os italianos, os japoneses e os Húngaros. Mais tarde, os migrantes nordestinos que até hoje predominam na maioria do Itaim.

Devido ao Covid-19, neste ano, diferente dos outros, não haverá nossa famigerada programação festiva.

É importante lembrar que esta situação é temporária. Se todos colaborarem, os próximos aniversários do Itaim Paulista serão bem mais animados. Portanto, só saia de casa se realmente for necessário. E, ao sair, não se esqueça de utilizar máscara, álcool gel e evite tocar o rosto. Neste caso, o autocuidado também é cuidar dos outros.