O documentário 1964 – O Brasil entre armas e livros, feito pela empresa Brasil Paralelo, que são especialistas em fazer documentários, contando fatos desconhecidos sobre a história, fez o lançamento do filme no dia 2 de abril.

Apesar de ter lançado ontem, o vídeo, no Youtube, já conta com mais de 1.4000.000 visualizações, além de estar entre os assuntos mais comentados do Twitter brasileiro, com a tag: “#1964OBrasilEntreArmasELivros”.

Está entre os vídeos mais assistidos do Youtube.

Alguns fãs, comentaram sobre o assunto, entre eles, Bernardo Pires Küster, que é referência no assunto, disse através de suas redes sociais: “

Perante o monumental trabalho do Brasil Paralelo em seu filme sobre 1964, a esquerda agirá de dois modos. Uma ala, pequena, sábia e matuta, ficará quieta e aceitará a pancada, ou seja, ignorará solenemente o desmentido. A outra, histérica e inconsequente – a militância mesma –, como criança pega na mentira, fará mil cambalhotas verbais para distorcer vírgulas, coloquialismos e prováveis imprecisões que não comprometem em nada o argumento central da obra.

Não podendo superar a narrativa implacável, verdadeira que é, a militância, desesperada, acabará por atacar a honra de seus produtores e entrevistados como último recurso de ataque. No fim, o guaio terminará como sempre. A esquerda burra fará o trabalho propagandístico gratuito de carregar o filme até os antros nos quais nós não penetramos: o inferno vermelho.”

E conclui dizendo:

“Apesar de toda agressão e censura contra o filme do Brasil Paralelo sobre 1964, a coisa já é um fenômeno. Em 14 horas, alcançou 1,2 MILHÕES de visualizações. Estamos só começando. Hoje viajo para EUA e México para terminar nosso filme ELES ESTÃO NO MEIO DE NÓS. Não pararemos jamais.”

O Brasil Paralelo disse sobre o fato:

“Qual o momento do documentário que a Juliana Dal Piva, redatora da matéria, usou para afirmar que o documentário é pro-ditadura?

Será que ela não assistiu? Ou será que assistiu e é má fé? Mais um fake news da Globo sobre o filme #1964OBrasilEntreArmasELivros.

Assista gratuitamente no site brasilparalelo.com.br”.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado e texto