Ele foi sequestrado, torturado e morto em comunidade no Tatuapé, zona Leste de SP

Marcos Roberto, de 52 anos, foi morto após ligação desconhecida que o atraiu para um endereço falso. A denúncia levou o guarda-civil metropolitano para um local onde a companheira dele estaria sendo mantida como refém, em comunidade no Tatuapé, zona Leste de SP. Só que, ao chegar no local, não foi encontrada nenhuma mulher. 

Fonte: R7