De acordo com o levantamento, a Linha 7-Rubi é a segunda com mais problemas; Linha 13-Jade é a que opera com mais regularidade.

Um levantamento feito sobre a malha metroviária de São Paulo, realizada pela equipe do Anda SP, revelou que a Linha 12- Safira da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM) foi a que registrou o maior número de problemas na operação, com 219 horas de velocidade reduzida, operação parcial ou paralisação total de atividades, entre os meses de maio e junho deste ano.

Em segundo lugar do ranking, aparece a Linha 7-Rubi, com 211 horas de falhas operacionais, seguida da Linha 11-Coral com 188 horas de problemas.

Linhas da CPTM com menor tempo de operação atípica — Foto: Reprodução/TV Globo

Por outro lado, no mesmo período, as linhas que trabalharam de maneira mais eficiente foram a Linha 13-Jade, com 48 minutos de velocidade reduzida, seguida da Linha 10-Turquesa com 61 horas de operação atípica e a Linha 8-Diamante com 159 horas de tempo total de problemas.

Em nota, a CPTM informa que as horas atípicas também englobam as obras de modernização e de manutenção dos sistemas e linhas ferroviárias que acontecem aos finais de semana e feriados.

Passageiros se apertam em estação lotada da CPTM em São Paulo  — Foto: Reprodução/GloboNews
Passageiros ficam parados após falha na Linha 12-Safira da CPTM em abril deste ano — Foto: Reprodução TV Globo
Passageiros ficam parados após falha na Linha 12-Safira da CPTM em abril deste ano — Foto: Reprodução TV Globo

Com informações do G1.