- Propaganda -spot_img
InícioCorona VírusMédia móvel de mortes por Covid-19 no estado do Rio é a...

Média móvel de mortes por Covid-19 no estado do Rio é a maior desde junho

- Propaganda -spot_img

O Rio de Janeiro atualmente foi o que registrou o maior aumento na média móvel de mortes dentre os 10 estados mais afetados pela pandemia no país

Na contramão do país, o estado do Rio de Janeiro atingiu nesta segunda-feira (6) a maior média móvel de mortes por Covid-19 desde o dia 26 de junho. Os dados são do painel Monitora Covid, da Fiocruz. Foram contabilizadas, nos últimos sete dias, uma média de 142 mortes diárias.

A média móvel de mortes contabilizada no ano passado neste mesmo período foi de 77; um aumento de 45% na comparação entre ambos os períodos. Já em relação a duas semanas atrás, houve um crescimento de 33%.

Na comparação entre os dez estados do país que lideram em número de casos de Covid-19, o estado do Rio foi o que registrou o maior aumento na média móvel. Atualmente, é também o estado que tem a maior média móvel de mortes por Covid-19 registrada nesta última semana.

Um estudo publicado pela Fiocruz na semana passada já indicava que o Rio de Janeiro, seguindo na contramão dos demais estados, apresentava aumento do número de casos. Segundo o pesquisador da Fiocruz, Marcelo Gomes, esse crescimento de mortes na média móvel não é necessariamente uma novidade.

“[Esse aumento] era esperado, pois os dados de novos casos graves semanais vinham aumentando há bastante tempo. Era questão de tempo até que isso se refletisse em aumento nas mortes”, explicou ele.

Na capital do Rio, a média móvel de mortes também apresentou crescimento, com registro de 66 mortes por dia em relação aos últimos 7 dias. Atualmente tanto o estado quanto a capital do Rio são considerados o celeiro da variante Delta no país, liderando o número de casos em decorrência desta linhagem do vírus.

Apesar do aumento da média móvel de mortes por Covid-19 no estado, as taxas de ocupação de leitos nos municípios do Rio caíram de forma considerável.

Atualmente, apenas quatro cidades estão com a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva destinados ao tratamento da Covid-19 entre 90% e 100% – Bom Jesus do Itabapoana (97%), Guapimirim (90%), Rio de Janeiro (94%) e Teresópolis (100%).

O número de solicitações diárias para atendimento também caiu. Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde do Rio, neste dia 7 foram registradas 44 solicitações para UTI e 19. Foi uma redução de 50% em relação às solicitações registradas no dia 6.

Movimentação no Saara, centro do Rio de Janeiro, em meio à pandemia de Covid-19
Movimentação no Saara, centro do Rio de Janeiro, em meio à pandemia de Covid-19 / ESTADÃO CONTEÚDO

Outro dado que indicou melhora foi o que indica o número de pessoas na fila para atendimento. Passou de 27 pessoas, na segunda-feira (6), para 17 na terça-feira (7). Destas 17 pessoas, 9 estão na fila para UTI e 8 na fila para enfermaria.

Após atualização feita às 17h desta terça-feira (7), o estado do Rio tem 1.137.927 casos e 63.243 mortes em decorrência da Covid-19. São 366 mortes a cada 100 mil habitantes e a letalidade está em 5,56%.

Em nota, a secretaria estadual de Saúde informou que monitora diariamente os dados e que utiliza a média por data de ocorrência do evento para analisar a atual situação da pandemia no estado.

Segundo a pasta, observar apenas os casos por data de notificação pode gerar distorções nas informações, uma vez que casos antigos, que demoraram a ser informados, acabam sendo contabilizados juntos.

Outros parâmetros monitorados pela secretaria para o acompanhamento do cenário atual são o número de atendimentos nas UPAs e a taxa de positividade dos exames para Covid-19.

Fonte: CNN

- Propaganda -spot_img
Deve ler!
- Propaganda -spot_img
Notícias relacionadas
- Propaganda -spot_img

Deixe uma resposta.

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui