Estrutura está interditada há mais de sete meses, e obriga motorista a dar volta de cerca de 2 quilômetros.

Desde o fim do ano passado, os motoristas do Jardim do Carmo, em Itaquaquecetuba, esperam pela liberação de uma ponta que foi interditada para veículos e que é a principal ligação ao Itaim Paulista, na capital.

Os moradores dos bairros chegaram a retirar os tubos que impediam o trânsito, há cerca de 10 dias, para permitir o trânsito de carros também, já que só motos e pedestres circulam pelo local.

Mas agentes da Prefeitura de Itaquaquecetuba e da Subprefeitura do Itaim Paulista estiveram no local recolocaram as estruturas que bloqueiam o trânsito de veículo.

A ação do poder público revoltou os moradores que esperam por uma solução para a ponte há mais de sete meses. Eles dizem que a ponte já tem cerca de 15 anos e o bloqueio foi feito por problemas estruturais. .

Em maio, o Diário TV mostrou que os motoristas precisam fazer um percurso de dois quilômetros para transitar entre os bairros, por conta do fechamento da estrutura.

A dona de casa Helenice dos Santos mora no Jardim o Carmo, mas deixa o veículo do outro lado da ponte. “Aqui complica demais. A gente trabalha, precisa do carro, e aqui não vai ter conserto”, diz.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba disse que em 20 dias vai abrir uma licitação para contratar uma empresa para reconstruir a ponte.

A auxiliar de enfermagem Célia Gomes espera que a obra inicie o mais rápido possível. “É o meio mais acessível para os moradores. Da forma que está fica difícil”, disse.

Em nota, a Prefeitura de Itaquaquecetuba informou ainda que a passagem está autorizada apenas para pedestres. Já a Subprefeitura do Itaim Paulista disse que a ponte permanece parcialmente interditada pela Defesa Civil, desde dezembro do ano passado e que se empenha em tratativas com a Prefeitura de Itaquaquecetuba para buscar solução.