O motorista da carreta usou rebite e estava à mais de 28h sem dormir, o resultado foi: 32 KM de desespero para um pai de família e uma esposa que estava grávida morta.

O Condutor da carreta fez teste de etilometro e o resultado foi : 0.0 mg/l. Porém o condutor foi encaminhado para Polícia Civil de BC por dirigir com capacidade psicomotora alterada. Será lavrado um termo de constatação.

O motociclista relatou para a PRF, que com a batida da carreta ele desmaiou mas permaneceu na moto, logo que acordou foi escalando o caminhão até chegar na porta do condutor, ele disse que pedia para o motorista parar, mas ele não dava ouvidos, o piloto só teve escoriações leves, a esposa morreu ao da entrada no Hospital Marieta Konder Bornhausen.

Quando o motorista parou, populares pegaram ele a unha e foi agredido até a chegada da PM, na delegacia ele confirmou o uso de rebite e que estava à mais de 28h sem dormir.